Quase metade dos usuários de internet faz compras no comércio eletrônico

Segundo a pesquisa TIC Domicílios 2022, o cartão de crédito é o meio de pagamento mais utilizado no mundo digital; PIX já aparece em segundo lugar
Compras online são feitas por 45% dos usuários de internet no País, mostra TIC Domicílios
Cartão de crédito e PIX são os meios de pagamento mais usados nas compras online, mostra TIC Domicílios (crédito: Freepik)

Quase a metade dos usuários de internet fez alguma compra por meio do comércio eletrônico em 2022. De acordo com a pesquisa TIC Domicílios, divulgada nesta terça-feira, 16, pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), 67 milhões de pessoas adquiriram produtos e serviços utilizando a web no ano passado. A quantidade de compradores equivale a 45% dos usuários de internet no País (149 milhões de pessoas).

O estudo mostra que o cartão de crédito é o meio de pagamento mais utilizado no e-commerce, alcançando 73% das pessoas que fizeram alguma compra na internet. O percentual aponta avanço na comparação com 2018 (69%), quando o módulo comércio eletrônico tinha sido aplicado pela última vez na pesquisa.

O PIX aparece em segundo lugar, chegando a 66% dos usuários da rede. Em termos absolutos, 44 milhões de pessoas usaram o pagamento instantâneo para efetuar uma compra. Com isso, a tecnologia introduzida no fim de 2020 já é mais utilizada do que o boleto bancário (43%) e as opções de débito online ou transferência bancária (36%).

A pesquisa também indica os produtos mais adquiridos por meio do comércio eletrônico no ano passado. A liderança fica com roupas, calçados e materiais esportivos (64%). Na sequência, aparecem produtos para a casa e eletrodomésticos (54%).

Outras categorias que se destacam são comidas e produtos alimentícios (44%), equipamentos eletrônicos (37%) e cosméticos e produtos de higiene pessoal (34%).

No caso dos serviços adquiridos de forma online, os mais procurados foram táxis ou motoristas por aplicativo (40%), streamings (38%), delivery (33%), tocadores de música (13%) e cursos pagos (10%).

Em geral, todas as categorias de produtos e serviços avançaram na comparação com 2018, exceto equipamentos eletrônicos, conjunto que se manteve estável no que diz respeito à proporção de usuários que fizeram compras pela internet.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 793