Recife amplia telegestão de iluminação pública com rede da American Tower

Capital pernambucana conta com mais de 8 mil dispositivos instalados, desenvolvidos pela BottomUp

A American Tower, operadora de infraestrutura de telecomunicações, a BottomUp, empresa brasileira que desenvolve e fabrica dispositivos de IoT, e a EMLURB, autarquia de manutenção e limpeza urbana da Prefeitura do Recife, ampliaram o projeto de telegestão de luminárias públicas que utilizam a tecnologia LoRaWAN.

Por meio do projeto Ilumina Recife, a prefeitura investiu cerca de R$ 5 milhões na instalação de um sistema de telegestão. O parque de iluminação pública (IP) da cidade conta com mais de 8 mil dispositivos instalados, o equivalente a 7,65 % dos pontos de IP existentes no município. A expectativa é de que o município alcance 50 mil pontos até o fim de 2023.

De acordo com Lúcio Fidélis, diretor-executivo de iluminação pública da EMLURB, a primeira etapa da ampliação contempla os 50 principais corredores viários da cidade com o sistema de monitoramento inteligente via rede neutra para internet das coisas (IoT) da American Tower. Entre esses locais, estão: Avenida Governador Agamenon Magalhães, Avenida Recife, Avenida Norte Miguel Arraes de Alencar, Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, Avenida Conde da Boa Vista e Avenida Caxangá.

“Após uma análise do sistema de gestão, concluímos que, com o estabelecimento dos padrões de dimerização das luminárias, com a rede LoRaWAN, conseguiremos gerar uma economia de R$ 1,5 milhão por ano. Além disso, os benefícios adquiridos com a gestão inteligente vão desde o acompanhamento computadorizado, que permite a manutenção eficiente dos equipamentos, até a identificação de possíveis vazamentos de corrente elétrica ou situações de falta de energia, programação horária dos dispositivos, de acordo com as regiões e vias contempladas para maior eficiência energética, e economia financeira para os consumidores”, aponta Fidélis.

Para a American Tower, a utilização da infraestrutura compartilhada disponível no Recife, assim como em todas as demais capitais do país, incluindo o Distrito Federal, permite a habilitação de novos casos de uso e soluções para cidades inteligentes num ambiente rico de empresas de tecnologia e soluções para a internet das coisas (IoT).

“A telegestão da iluminação pública é um exemplo da maturidade de IoT para as cidades, gerando valor para os seus cidadãos e a sociedade como um todo. Reconhecemos a fortaleza da tecnologia e a essência inovadora do Recife e, por meio desse investimento, reforçamos nosso compromisso com o ecossistema inovador e brilhante da cidade e dos casos de uso que se tornam referência no Brasil”, complementa Janilson Bezerra, diretor de Novos Negócios e IoT da American Tower do Brasil.

Em abril, a prefeitura do Recife iniciou a instalação da telegestão de IP para 10 mil luminárias, com a tecnologia LUMi, da BottomUp, que também já conta com provas de conceito em 18 cidades do país.

A rede neutra LoRaWAN da American Tower habilita a comunicação das luminárias com a plataforma de telegestão de IP, em qualquer local do município, sem a necessidade de instalação de gateways próprios. O sistema resulta em medição individualizada do consumo de energia das luminárias. Também torna possível a inclusão de novos serviços de gestão, para aproveitar a granularidade das estruturas.

“Para se ter uma ideia da robustez, todas as comunicações entre as luminárias e a plataforma são recebidas paralelamente por diversos gateways da rede da American Tower, o que garante uma alta disponibilidade do serviço, com custo zero de instalação (CAPEX) e um baixíssimo custo de operação (OPEX)”, diz Frederico Braga, CEO da BottomUp. (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10412