Levantamento mostra a diferença de velocidade do acesso à internet no país

Velocidade da banda larga móvel em Brasília chega a ser 181% superior à registrada em Manaus

Catedral de Brasília (DF) (Freepik)

O levantamento sobre o desempenho da banda larga – fixa e móvel – no Brasil divulgado hoje, 16, pela Ookla / Speedtest mostra que existe uma grande diferença na velocidade entregue conforme a região e a cidade do país.

O relatório indica que na banda larga móvel a discrepância é superior à vista na banda larga fixa.

Os dados apontam que no Distrito Federal o consumidor típico de banda larga no celular navega à velocidade de 86,64 Mbps. Já o consumidor típico do Amazonas navega a 33,13 Mbps. Confira no gráfico abaixo, em inglês, as medianas de velocidade por região, conforme a Ookla, no terceiro trimestre deste ano:

Quando as medições são comparadas por cidade, a diferença se acentua. A velocidade obtida pelo cliente típico em Brasília, segundo a Ookla, 181,35% maior do que a obtida pelo cliente típico de Manaus. Na primeira, a mediana fica em 106,21 Mbps; na segunda, em 37,75 Mbps. Abaixo:

A consultoria só lista o desempenho das redes em nas 10 regiões e nas 10 cidades com velocidade mediana mais alta.

Mediana é o critério preferido pela empresa para obter o número de que a maior parte dos clientes se aproxima ao utilizar a internet. É diferente da média, que pode ser distorcida por poucas medições com velocidades muito altas ou muito baixas.

Banda larga fixa

Na banda larga fixa, o cenário é semelhante, embora a diferença na velocidade mediana seja menor. No Distrito Federal, o cliente típico experimenta velocidade de 179 Mbps. Enquanto em Pernambuco, a velocidade do cliente típico é de 93 Mbps.

 

Quando são observadas as 10 cidades com melhor desempenho em banda larga fixa, Goiânia aparece à frente, com velocidade de download de 184,77 Mbps, e Recife em 10º com 103,58. Uma diferença de 78%.

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4194