Hughes lança 4G comunitário baseado em link de satélite

Segundo a Hughes, o 4G comunitário é um hotspot móvel que se conecta à internet por satélite, e qualquer pessoa pode acessar o serviço de banda larga comprando dados no revendedor local que hospeda o hotspot
Hughes lança 4G comunitário baseado em link de satélite
Crédito: divulgação

A operadora de satélites Hughes Network Systems lançou nesta terça, 15, uma solução de 4G comunitário. O produto é denominado Chip Internet Comunitária. Projetado para, segundo a empresa, atender pessoas que vivem fora do alcance das redes de cabo, fibra e celular, foi testado durante três meses, em cinco vilarejos do Brasil.

Segundo a empresa, que em 2020 entrou para o consórcio que arrematou os ativos da Oneweb, o Chip Internet Comunitária cria um hotspot móvel por vários quilômetros que se conecta à internet por satélite. Qualquer pessoa pode acessar o serviço de banda larga com um dispositivo habilitado para LTE comprando dados no revendedor local que hospeda o hotspot.

Com a criação do serviço de 4G comunitário, a Hughes recrutou varejistas locais para hospedar os hotspots do Chip Internet Comunitária, e fornece suporte de marketing e treinamento para que eles possam gerenciar as vendas e obter receita.

Segundo Rafael Guimarães, presidente da Hughes do Brasil, não se trata de operação comercial. “O que estamos fazendo é um teste, uma operação-piloto. Os valores envolvidos são simbólicos. O objetivo é entender as particularidades relacionadas com a prestação deste serviço para avaliar uma possível expansão futura”, fala ao TS.

Ainda não há uma estimativa de quantos hotspots a Hughes terá no Brasil até o fim do ano. “Estamos em fase de análise”, diz Guimarães.

Área maior

O Chip Internet Comunitária é semelhante ao serviço Comunidade Wi-Fi da Hughes (que, avisa a empresa, vai continuar funcionando normalmente). Combina um ponto de acesso Wi-Fi com backhaul de satélite para fornecer internet em 50-80 metros, mas, de acordo com a empresa, atende uma área maior, de aproximadamente cinco quilômetros quadrados.

Ele aponta que o teste piloto comprovou o uso do projeto Chip Internet Comunitária de três formas: conecta os que necessitam de banda larga, ajuda os negócios locais a obter mais receita, e auxilia as operadoras a ampliar o alcance da rede móvel.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10673