A base de sensores na agricultura mundial vai crescer 10% ao ano

A previsão é da inglesa Berg Insight. A base de dispositivos IoT sem fio na agricultura em 2016 era de 17 milhões, no mundo.
Foto: Projetado pelo Freepik
Foto: Projetado pelo Freepik

O número de dispositivos sem fio de IoT na agricultura mundial deve crescer a uma taxa de anual composta de 10% para chegar a 27,4 milhões em 2021, segundo um novo relatório de pesquisa da empresa de analistas M2M/IoT, Berg Insight. Em 2016, a base instalada de dispositivos IoT sem fio na produção agrícola em todo o mundo atingiu 17 milhões de conexões em 2016.

Hoje, existe uma ampla gama de tecnologias sem fio na produção agrícola com diferentes características e casos de uso. Os padrões baseados em 802.15.4 incluem a tecnologia sem fio mais utilizada devido à sua ampla adoção em aplicações de monitoramento de vacas leiteiras. As principais áreas de aplicação para comunicação celular são as máquinas com conexão embarcada e monitoramento remoto via sistemas de sensores em campo. As conexões celulares totalizaram 800 mil no final de 2016 e deverão crescer em um CAGR de 30,2% para atingir 3,1 milhões em 2021.

Pelas previsões da Berg Insight , espera-se que as tecnologias LPWA (Low Power Wide Area) atinjam a maior taxa de crescimento e obtenham uma posição significativa no mercado no monitoramento remoto e segmento de controle, já que surgiram para conectar milhões de “coisas” de menor valor agregado, com redes de melhor cobertura, menor custo de conexão e menor consumo de bateria, ampliando dessa forma o leque de soluções de IoT.

As principais alternativas de LPWA são: SIGFOX e LoRa, que utilizam frequências não licenciadas e tecnologias proprietárias e foram projetadas para atender aplicações que utilizam sensores com necessidades muito limitadas de taxa de dados, disponibilidade e qualidade.E NB-IoT, variante do LTE (4G) que está sendo especificada para atender aplicações de LPWA utilizando frequências licenciadas. Outras alternativas da especificação do LTE são o LTE Cat-1, LTE Cat-M e o EC – GSM.
Perspectivas promissoras

As perspectivas para o mercado de tecnologia agrícola são positivas, na avaliação da empresa de análise de mercado, uma vez que a produção agrícola continua a ser bastante aderente às soluções IoT sem fio. Os fabricantes de equipamentos agrícolas e lácteos tradicionalmente optaram por se associar a fabricantes menores e especializados, concentrando-se cada vez mais no desenvolvimento de tecnologias proprietárias.

No setor de produção agrícola, um grupo de empresas emergiu como líder no mercado de soluções de agricultura de precisão. Os principais fornecedores incluem Deere & Company, Trimble, Topcon Positioning Systems e Raven Industries. Outros fornecedores significativos incluem AGCO, Ag Leader Technology, DICKEY-john e Hexagon.

No setor de produção de leite, o maior fornecedor de equipamentos de lácteos do mundo, a DeLaval, oferece seu sistema interno de monitoramento de atividades desenvolvido junto com suas soluções de infraestrutura de lácteos e lácteos. Importantes fornecedores de sistemas de sensores para o monitoramento de vacas leiteiras, além disso, incluem a Nedap, subsidiária da Netherlands Allflex Group e a subsidiária da Allflex Group, que vendem seus sistemas para uma série de principais fabricantes de equipamentos e empresas de produtos lácteos.
“Os principais fornecedores agora estão investindo em plataformas técnicas capazes de suportar a integração com soluções de hardware e software de terceiros à medida que os equipamentos agrícolas se tornam parte de sistemas mais amplos”, disse Fredrik Stålbrand, analista da IoT, Berg Insight. (Com Assessoria de Imprensa)

Foto: Projetado pelo Freepik
Foto: Projetado pelo Freepik
Foto: Projetado pelo Freepik
Foto: Projetado pelo Freepik
Foto: Projetado pelo Freepik
Foto: Projetado pelo Freepik
Foto: Projetado pelo Freepik
Foto: Projetado pelo Freepik
Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10523