A transformação digital está morta, diz Nokia

Segundo Bhaskar Gorti, pesquisas indicam que 69% das operadoras não estão apurando retorno em seus investimentos na integração dos sistemas.

Futurecom-2017-NokiaO presidente da divisão de Aplicações e Analytics da Nokia, Bhaskar Gorti, foi contundente: ” a transformação digital está morta. É preciso repensar tudo”. O executivo fez essa afirmação durante o Futurecom 2017.

Segundo ele, pesquisas recentes indicam que 69% das operadoras que estão investindo para integrar os diferenciados programas legados às novas plataformas, como BSS ou OSS, “não estão vendo qualquer retorno ou apresentam retorno muito limitado”, afirmou . Por isso, defende que, para mudar essa realidade, a indústria precisa “repensar tudo”.

Para Gorti, o principal desafio é levar para o usuário final as novas experiências que passam a existir com as redes digitais. Para isso, observou, a Nokia começa a investir em outros jeitos para automatizar a complexidade do ecossistema, que une o conteúdo, as operações e as redes.

“Sabemos que grande parte das receitas do conteúdo da banda larga será gerada em cima desta rede mas irá para outros players que não as operadoras de telecomunicações”, vaticinou.

Avatar photo

Miriam Aquino

Jornalista há mais de 30 anos, é diretora da Momento Editorial e responsável pela sucursal de Brasília. Especializou-se nas áreas de telecomunicações e de Tecnologia da Informação, e tem ampla experiência no acompanhamento de políticas públicas e dos assuntos regulatórios.
[email protected]

Artigos: 2200