Comenda Adinatel: conheça as personalidades de destaque em 2023

Cerimônia anual prestigia pessoas que passaram pela Inatel e deixam marcas no universo da telecom, além de personalidades que contribuem para o setor.
Comenda Adinatel 2023 homenageia personalidades do setor de telecomunicações | Foto: Divulgação
Comenda Adinatel 2023 homenageia personalidades do setor de telecomunicações | Foto: Divulgação

A entrega das Comendas Adinatel – Associação dos Diplomados do Inatel – destacou histórias que se misturam com o desenvolvimento do setor de telecomunicações durante cerimônia que ocorreu nesta semana, na Futurecom 2023, em São Paulo. 

A solenidade ocorre anualmente, com a proposta de reconhecer ex-alunos que hoje se destacam através do trabalho, além de personalidades que contribuem para o setor. As comendas foram distribuídas nas categorias Nacional, Educação, Gestão Empresarial, Jornalismo, Mulher Inatelina e Amigo da Adinatel. 

Neste ano, a associação estreou o Troféu Adinatel Destaque Inovação, destinado a empresas que nasceram da Incubadora do Inatel. 

Conheça os premiados deste ano:

Educação – António Marcos Alberti

Foto: Adinatel

Professor da Inatel há 19 anos, António Marcos Alberti recebeu a comenda de destaque na Educação. Ao longo de sua trajetória, escreveu mais de 120 artigos científicos e contribuiu significativamente para a elaboração dos requisitos destinados à Internet do Futuro na Coréia do Sul, além de colaborar na concepção da arquitetura do Projeto Brasil 6G, que já ocorre há três anos.

Alberti é doutor em Eletrônica e Telecomunicações pela Unicamp e pós-doutor pelo (ETRI) da Coréia do Sul. Ele coordena o laboratório da Inatel Information and Communications Technologies (ICT) desde a criação, em 2013, a partir de pesquisa sobre a arquitetura convergente de informação, proposta como uma alternativa à internet atual – o projeto NovaGenesis.

Um dos mais recentes projetos do professor é o livro “Novos Renascimentos: Impactos da Tecnologia na Transformação Completa da Sociedade”. Nesta obra, ele mergulha em mais de 100 tecnologias e explora os efeitos, desafios e oportunidades que essas inovações trazem para os paradigmas e perspectivas já estabelecidos. 

Especificamente sobre a inteligência artificial, Alberti usou o discurso para alertar que “somos o exemplo” para a tecnologia, e ela vai reproduzir o que temos de bom e ruim. 

Jornalismo – Míriam Aquino

Foto: Adinatel

Míriam Aquino, jornalista e diretora-executiva da Momento Editorial, responsável pelo Tele.Síntese, recebeu a comenda para a categoria jornalismo. O prêmio foi entregue pelo engenheiro Marcelo de Oliveira Marques, presidente da Fundação Instituto Nacional de Telecomunicações.

Miriam começou a carreira jornalística nas redações do Correio Braziliense, O Globo e Gazeta Mercantil, principalmente na editoria de Economia, até que o setor de tecnologia e telecomunicações tomou o centro de sua cobertura. A Momento Editorial foi criada há 18 anos com o propósito de acompanhar e debater as políticas públicas regulatórias e registrar o desenvolvimento do setor.  

“O maior  aprendizado dessa longa trajetória da minha profissão é que eu tive o prazer e o privilégio de falar com vocês, que pensam o Brasil. Para mim, esse é o setor que mais contribui para o nosso desenvolvimento. Vocês são aqueles que fazem a gente mudar todo dia, são aqueles que nos oferecem oportunidade de ser um país mais inclusivo e mais justo. E a Inatel é um exemplo na formação não só de engenheiros, mas engenheiros que pensam o país”, disse Míriam Aquino em seu discurso. 

Gestão Empresarial – Mathê Vilela

Foto: Adinatel

Mathê Vilela se formou em Engenharia Elétrica no Inatel em 1978, sendo uma das poucas mulheres na turma. “Nos formamos na época que os engenheiros foram para as teles”, kembra ela.

Ao longo de sua carreira, Vilela atuou do setor da indústria e serviços. Ela foi diretora de grandes empresas como: Oi, Promon, Grupo Abril e Sem Parar. 

A engenheira tem diversas especializações como MBA em Administração Executiva pela BSP Business Scholl, Programa de Educação Continuada para Executivos pela  FGV, Análise de Sistemas pela  FAAP, ITA Master em Alta Frequência e Circuitos de Microondas.

Atualmente, Vilela compõe o Conselho do Infra Women Brazil. “´É um grupo qe procura colocar as mulheres nos lugares onde elas podem estar: em todas as áreas da infraestrutura”, conta. 

A especialista também participa do Grupo Inatelinas Mulheres Engenheiras, apoiando ex-alunas do Inatel.

Mulher Inatelina – Flavia Leticia Labre Tavares

Foto: Adinatel

Frente ao cenário na área de engenharia elétrica, Flavia Leticia Labre Tavares destaca que não faz parte do padrão expressivamente visto no setor. Mulher e negra, formada em Engenharia Elétrica pelo INATEL em 2002, ela conta que estudou com um pequeno grupo com pouco mais de uma dezena de engenheiras em meio a uma ampla maioria de homens formados naquele ano. 

Tavares tem MBA em Sistemas de Telecomunicações pela Universidade Federal Fluminense, é pós graduada em Sistemas Offshore pela UFRJ/ COPPE, certificada em Fibra Óptica, DWDM e Tecnologia 5G.

A jornada profissional da engenheira começou na Omnisys Engenharia, voltada para a área de Defesa. Em 2008, realizou uma imersão linguística em Cape Town, África do Sul. No ano seguinte, ingressou no setor de telecomunicações em 2009 na empresa AT&T Global Network, atuando como Executiva de Gestão do relacionamento com o cliente responsável pela região das Américas (Canadá, Caribe, América Latina e EUA), assim como Europa e Ásia.

Atualmente, Tavares atua na ICO Consultoria, como verificadora independente de contratos de PPPs e Concessões do Projeto Infovia Digital no Mato Grosso do Sul. 

A profissional também se dedica a causas sociais no Coletivo Marias, grupo que apoia mulheres em situação de vulnerabilidade, e a ONG Gerando Falcões, que capacita jovens nas favelas. 

Nacional – Ivan Monteiro

Foto: Adinatel

Ivan Monteiro, atual presidente da Eletrobras e ex-presidente da Petrobras, se formou em Engenharia Elétrica e de Telecomunicações pela Inatel. Ele foi o destaque nacional na cerimônia deste ano, recebendo  a comenda das mãos do secretário nacional de telecomunicações, Maximiliano Martinhão. 

Monteiro é executivo em Finanças pelo IBMEC e MBA em Gestão pela PUC do Rio de Janeiro. Sua trajetória inclui passagens pelo Conselho de Administração de diversas organizações, entre elas: CPFL Energia, Previ – Banco do Brasil, Banco Votorantim Participações, Ultramar, Gaspetro, Banco do Brasil e IRB – Instituto de Resseguros do Brasil.

 

Amigo da Adinatel – Hermano do Amaral Pinto Jr.

Hermano Pinto é engenheiro eletricista, formado na Escola Politécnica da USP e bacharel em Economia pela FEA-USP, com mestrado profissional em gestão empresarial pela Duke University, na Carolina do Norte (EUA). Nos últimos 30 anos, ele atuou nas áreas de telecomunicações e tecnologia em empresas do Grupo Siemens. 

Hoje Hermano é diretor Geral do Núcleo de Infraestrutura e Tecnologia para o Brasil no grupo britânico INFORMA, atuando também como conselheiro de empresas e Diretor de Tecnologia na ABEPREST, além de diretor da Divisão de Telecomunicações da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

 

 

 

 

 

 

 

Troféu Adinatel Destaque Inovação – Empresa TSDA

Foto: Adinatel

A empresa TSDA recebeu o primeiro troféu que dá visibilidade para as organizações que passaram pela incubadora da Inatel. O prêmio foi recebido pelo CTO, engenheiro Fernando Garcia Pina, das mãos de Rogério Abranches, gestor do Programa Inatel Startups e Núcleo de Empreendedorismo e Inovação do Inatel.

A TSDA foi fundada, sem nenhum aporte ou aceleração externa além do Inatel. Durante os primeiros anos, a empresa desenvolvia projetos para terceiros, o que permitiu capitalizar-se para criar sua própria linha de produtos e soluções para diversos mercados.

O carro-chefe da TSDA são soluções “fim a fim” para monitoramento, análise e controle remoto de equipamentos e infraestruturas para empresas de telecomunicações, radiodifusores, entre outros. Neste segmento, a empresa participa da monitoração do Programa Digitaliza Brasil.

Com informações da Adinatel*

 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10485