Sercomtel coloca imóveis à venda

Empresa espera receber pelo menos R$ 29 milhões por terrenos e salas comerciais situados em Londrina
Fachada da Sercomtel, em Londrina (Foto: Devanir Parra/Divulgação)

A Sercomtel abriu ontem, 16, leilão para a venda de seus imóveis (salas e terrenos) por lotes.Com a venda dos bens patrimoniais, a empresa espera receber, no mínimo, R$ 29,2 milhões. A autorização para que a empresa vendesse os bens, que estavam na lista de reversíveis, foi dada no final do ano passado pela Anatel.

O valor deverá reforçar o caixa da empresa, que está em processo de caducidade de licenças. No momento, há uma corrida contra o relógio por parte da prefeitura de Londrina para privatizar a estatal municipal. Em dezembro a empresa vai abrir o capital na bolsa, na expectativa de conseguir um novo controlador.

Ao todo serão alienados nove bens imóveis: uma sala comercial, com 147 metros quadrados, no Centro Empresarial Newton Câmara, localizado na Avenida Higienópolis; uma sala comercial, com 51 metros quadrados, no Complexo Empresarial Oscar Fuganti, localizado na Rua Santa Catarina; uma loja no Shopping Royal com 21 metros quadrados; um terreno localizado no Alphaville Londrina 2 com 12.784 metros quadrados; um terreno localizado no Jardim Los Angeles com 445 metros quadrados; um terreno localizado no Jardim Pérola com 305 metros quadrados e um terreno localizado no Jardim Belleville com 335 metros quadrados e um terreno localizado no bairro Aeroporto com 464 metros quadrados.

De todos os imóveis à venda, o mais bem avaliado é o terreno localizado próximo ao lago Igapó, na Avenida Higienópolis. Em área nobre, a propriedade é hoje um dos terrenos de maior valorização da área central de Londrina, com área total de, aproximadamente, 10 mil metros quadrados e valor mínimo de quase R$ 22 milhões.

O procedimento licitatório será realizado em 18 de novembro, às 9h30, nas dependências da empresa (Rua Fernão de Magalhães, 383), por meio do modo de disputa aberto, ou seja, a quem oferecer o maior lance verbal igual ou superior ao mínimo estabelecido no Edital.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10568