Pente Networks implanta núcleo redundante 4G e 5G para a Datora

A parceria entre Datora e Pente Networks é fruto da operação do grupo Datora em Israel, anunciada em 2021.
Iot, internert das coisas. Crédito: Freepik.
Iot, internert das coisas. Crédito: Freepik.

Em janeiro de 2021, a Datora Telecom estabeleceu presença em Israel, com foco na busca de novidades em tecnologias para Internet das Coisas e Telecomunicações Móveis e Fixas. Dentre as várias parcerias com empresas israelenses em andamento, destaca-se a aquisição junto à Pente Networks, de um núcleo de rede totalmente virtualizado e que pode ser particionado tanto na infraestrutura da Datora/Arqia ou ser colocado nas instalações de clientes que tenham demanda por redes móveis privadas, seja 4G ou 5G. Neste caso, dizem as empresas, a gestão continua centralizada, inclusive com dados de uso e relatórios.

“A Datora continua em busca de mais parceiros nos diversos ecossistemas de inovação do mundo e em especial em Israel, através de nossa presença local”, comenta Daniel Tibor Fuchs, VP de inovação e fundador da Datora.

Samy Uziel, VP de novos negócios do Grupo Datora, também destaca a relevância da solução implementada: “o core da Pente Networks nos traz vários benefícios, incluindo o funcionamento como redundância completa de nosso núcleo atual, a possibilidade de atuação com 5G no modo ‘Stand Alone’, a entrada no segmento de redes móveis privadas e um ganho de flexibilidade com sistemas de parceiros e clientes, aumentando consideravelmente as funcionalidades para o mercado de IoT”.

Este é um dos frutos das parcerias com que a Datora está trabalhando no ecossistema israelense. “Dentro dos próximos 2 meses, pretendemos divulgar mais parcerias nas mais diversas áreas, trazendo a tecnologia de ponta de Israel para o solo brasileiro”, afirma Samy Uziel.

O mercado brasileiro demanda adaptações dos modelos de negócio de lá. “O tamanho do Brasil e suas diferenças culturais e econômicas das diversas regiões trazem um desafio para o qual o israelense não está preparado. Não se trata de uma simples tropicalização”, comenta Daniel Fuchs. (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10514