Oito em cada 10 brasileiros temem roubo de identidade, diz Experian 

Pesquisa da Experian também mostra que 61% dos brasileiros já passaram por alguma experiência deste tipo ou conhecem alguém que foi vítima.
Oito em cada 10 brasileiros temem roubo de identidade, diz Experian  - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A pesquisa global da Experian sobre autenticação e prevenção à fraude identificou que 77% dos entrevistados no Brasil estão preocupados com roubo de identidade, número superior ao obtido com os entrevistados no resto do mundo que é de 57%. A pesquisa também mostra que 61% dos brasileiros já passaram por alguma experiência deste tipo ou conhecem alguém que foi vítima.

O roubo de identidade ocorre quando os criminosos, em posse de dados pessoais do consumidor, tentam obter crédito, abrir contas bancárias e até mesmo emitir cartões de crédito. A boa notícia é que existem ferramentas que permitem autenticar o cliente através de diferentes camadas de prevenção e que são efetivas para evitar que alguém se passe por outra pessoa.

Outro dado que chama a atenção é o receio que 78% dos brasileiros têm de que as informações do cartão de crédito sejam roubadas. O número está bem acima da média global, que é de 61%. A pesquisa aponta que a preocupação com fraudes relacionas ao cartão de crédito aumentam de acordo com a idade: 54% das pessoas de 18 a 24 anos têm esse medo. O número aumenta para 57% na faixa dos 25 até 39 anos, para 62% dos 40 aos 54 anos e 74% dos 55 até 64 anos

As empresas estão cada vez mais conscientes da importância da autenticação continua, como destaca o Gerente Executivo de Autenticação e Prevenção à Fraude da Serasa Experian, Rafael Garcia. “A detecção de fraude está entre os 3 desafios que mais preocupam as empresas, isso reflete na estratégia de negócio, já que as soluções de autenticação e prevenção à fraude ocuparam o segundo lugar na ordem de investimento das companhias brasileiras.”

A pesquisa mostra que 87% dos consumidores brasileiros consideram importante que as empresas com as quais interagem no ambiente digital sejam capazes de identificá-los sempre. Já do lado das empresas, 98% dos entrevistados disseram que estão preocupados com o reconhecimento digital dos clientes.

Garcia destaca a importância de alinhar as expectativas e procurar parceiros que possam ajudar na construção de uma jornada segura pra empresas e consumidores. “Vale ressaltar que as soluções não devem ser implementadas de forma isolada, sem uma estratégia de autenticação e prevenção à fraude, pois a proteção pode ficar comprometida. Para uma jornada do cliente segura de ponta a ponta, é necessário a combinação de ferramentas que possam prevenir diversos tipos de fraudes e estar à frente da evolução dos ataques dos fraudadores”.

(com assessoria)

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1782