Pessoas de 36 a 50 anos são os principais alvos dos golpistas, diz Serasa Experian

Levantamento da instituição divulgado nesta segunda, 10, aponta que nessa faixa etária ocorreram 35,9% das tentativas de fraudes, em julho de 2022. Em segundo lugar está o público de 26 a 35 anos, parcela em que foram registradas 27,5% das ocorrências

Capacitação de líderes é arma contra fraudes no mercado financeiro - Crédito: Freepik

O público de 36 a 50 anos foi o principal foco dos golpistas em julho de 2022, segundo levantamento da Serasa Experian divulgado nesta segunda, 10. O estudo mostra que 35,9% das tentativas de fraude foram aplicadas nessa faixa etária,

O indicador de tentativas de fraude da Serasa Experian aponta ainda que em segundo lugar está o público de 26 a 35 anos, faixa em que foram registradas 27,5% das ocorrências. O grupo de pessoas de 51 a 60 anos foi alvo de 14% das investidas, seguido por pessoas de até 25 anos, com 11,6% e, depois, o grupo acima dos 60, com 11% dos casos.

O estudo analisa números de utilização indevida de identidade, como abertura de contas e até mesmo emissão de cartões. A Serasa divulgou a relação de casos nos últimos 12 meses. Os brasileiros foram alvo de 335.040 tentativas de fraude apenas em julho de 2022. O número representa uma tentativa a cada 8 segundos.

O principal alvo dos golpistas foi o segmento de Bancos e Cartões, com 199.276 ações dos golpistas, indica a Serasa. Em segundo lugar estão as Financeiras, com 56.677 tentativas, seguido pelo segmento de serviços, com 40.151. Varejo aparece em quarto lugar, com 28.875 pessoas que foram alvo, e telefonia em último lugar, com 10.060.

Apesar disso, o número geral de casos é inferior ao de julho de 2021, mês com a maior incidência de casos nos últimos 12 meses, quando foram registradas mais de 391.000 tentativas de fraude. Julho de 2022 teve o maior registro de casos desde abril de 2022, mas bem inferior a março deste ano, que teve 389.788 ocorrências. Abril de 2022 foi, nestes 12 meses, o único com incidência de casos abaixo dos 300 mil.

Por regiões

A Serasa Experian faz também o recorte por regiões e ele mostra que o Sudeste foi a que mais apresentou tentativas de fraude, com 52,2%. Em segundo lugar aparece o Nordeste, com 17,4% das tentativas. Em seguida vem o Sul, com 15,5%. O Centro-Oeste aparece na quarta posição, com 8,9% dos casos e, por último está o norte, com apenas 6% das tentativas.

 

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1783