Mavenir, NEC e Nokia lideram ranking de fornecedores de Open RAN

Relatório da consultoria ABI Research destaca empresas que mais se dedicam à inovação e implementação da tecnologia; expectativa é de que concorrência cresça nos próximos anos
Relatório aponta Mavenir, NEC e Nokia na liderança em Open RAN
Ranking aponta as empresas mais comprometidas com o Open RAN (crédito: Freepik)

A consultoria de inteligência tecnológica ABI Research nomeou Mavenir, NEC e Nokia como líderes em Open RAN em todo o mundo, em um relatório no qual analisa oito fornecedores de equipamentos de redes de acesso via rádio.

A análise foi baseada em dez critérios relacionados à inovação e implementação: atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D); contribuições à O-RAN Alliance; suporte para mMIMO; momento recente; portfólio de produtos; cobertura geográfica; parcerias e associações; PoCs (provas de conceitos), ensaios e testes; compromissos de eficiência energética; e implantações brownfield.

A Mavenir aparece no topo do ranking geral, conquistando os primeiros lugares tanto em inovação quanto em implementação de Open RAN.

Segundo a consultoria, a companhia norte-americana se destacou em razão dos softwares e hardwares nativos em nuvem de ponta a ponta, além de contar com soluções compatíveis com as diretrizes da O-RAN Alliance, entidade que reúne operadoras, fornecedores e membros da academia responsáveis por definir especificações técnicas para as redes abertas.

“A Mavenir fez esforços significativos para acelerar as implantações de Open RAN em parcerias com outros fornecedores móveis e de chipset e provedores de nuvem para validar seu portfólio de Open RAN para implantações de vários fornecedores”, disse, em nota, Saqlain Ali, analista sênior da ABI.

Além disso, também foi considerado o fato de a Mavenir possuir uma base diversificada de clientes, que abrange mais de 300 operadoras em 120 países.

No caso da NEC, a avaliação é de que a empresa japonesa se destaca por ser inovadora em suas implementações de Open RAN. Adicionalmente, o relatório ressalta que a NEC “desenvolve ativamente o seu ecossistema” de redes de acesso via rádio abertas por meio de parcerias com operadoras e fornecedores de chips de alta qualidade (Tier 1).

Sobre a Nokia, que ficou em terceiro lugar no ranking geral, a ABI Research enfatizou as contribuições à O-RAN Alliance e os investimentos relacionados às atividades de P&D, além dos projetos de integração e testes com os maiores hyperscalers, provedores de nuvem e operadoras.

Cenário de concorrência

Em comunicado, Ali, analista sênior da consultoria, assinalou que novos fornecedores de Open RAN, como Mavenir, NEC e Fujitsu, estão liderando as atuais implantações da tecnologia, enquanto as empresas estabelecidas nesse mercado, sobretudo Nokia e Ericsson, começam a unir forçar com fornecedores móveis e de chips para expandir o ecossistema.

“Espera-se que fornecedores de dispositivos móveis enfrentem uma concorrência acirrada nos próximos anos”, pontuou.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 789