ISPs lideram na banda larga fixa, mas precisam otimizar as operações

Com 23,4 milhões de conexões, os provedores regionais ampliam a liderança. Para se manterem competitivos, a escolha por soluções tecnológicas que otimizem os investimentos é fundamental.
ISPs lideram na banda larga fixa. Crédito-Freepik
A competição aumenta. Crédito-Freepik

Os acessos à internet em banda larga fixa chegaram a 45,6 milhões, com os provedores regionais (ISPs) ampliando sua liderança. De acordo com os números da Anatel (ranking de abril/23), os ISPs são responsáveis por 23,4 milhões de conexões ante 22,2 milhões das grandes operadoras.

O ranking da Anatel também mostra que os ISPs são os que mais têm investido em fibra óptica, respondendo por nada menos que 21 milhões dos acessos em banda larga fixa por meio da fibra, enquanto as grandes operadoras são responsáveis por 11,5 milhões de acessos por fibra.

Os dados também indicam uma concorrência cada vez mais acirrada, o que demanda escolha pelos provedores de soluções que otimizem os investimentos já realizados e os custos operacionais, com aumento de receitas e uma melhor experiência aos usuários.

Fornecedora para redes de telecomunicações com ampla atuação também entre os provedores regionais, que respondem por uma parcela significativa da receita da filial brasileira, a Huawei enxerga a concorrência na banda larga e questões relacionadas à topologia de rede como algumas das preocupações dentro da cadeia de pequenas e médias operadoras.

Ecossistema

A Companhia atende os provedores de pequeno e médio porte por meio de um ecossistema de mais de 500 parceiros e oferece soluções desenhadas sob medida para os ISPs. Entre elas, o 50 GPON e o Wi-Fi Premium, que otimizam o gerenciamento e aprimoram a qualidade da rede de banda larga doméstica. Os dois produtos foram lançados este ano no mercado brasileiro.

Atualmente, a tecnologia GPON permite entregar até 1G de internet para os usuários. Com o 50 GPON, os provedores de internet conseguem entregar 20 vezes essa velocidade, garantindo mais banda para o usuário final. A solução da Huawei permite a reutilização da rede de distribuição óptica (ODN), que representa mais de 70% do investimento, reduzindo a necessidade de novos gastos.

O Wi-Fi Premium da Huawei é uma plataforma para gerenciamento de serviços de Wi-Fi residencial e habilitação de experiência “premium”, cada vez mais demandada entre assinantes.

Com recursos de inteligência artificial e amparada pela infraestrutura de nuvem da fabricante, a solução permite que o provedor tenha visibilidade sobre limitações, oscilações e interferências durante o uso da rede WiFi, além de indicar soluções. É compatível com as ONUs mais recentes da Huawei.

Globalmente, a solução Wi-Fi Premium é utilizada comercialmente por mais de 50 operadoras e gerencia mais de 20 milhões de residências.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10485