Claro vai captar R$ 1,5 bi em debêntures este mês

A venda das debêntures é restrita a investidores profissionais. Neste mês vencem R$ 2,5 bilhões em títulos emitidos há 3 anos

Crédito: Freepik

A Claro informou à Comissão de Valores Mobiliários que pretende emitir R$ 1,5 bilhão em debêntures neste mês. A empresa apresentou a oferta ontem, 12, e já iniciou o roadshow, pelo qual seus representantes vão encontrar-se com potenciais investidores.

A venda das debêntures é restrita a investidores profissionais. O processo de “bookbuilding”, ou seja, de coleta de interesse firme de fundos e bancos, vai até o dia 24 de janeiro. A liquidação das debêntures acontecerá já no dia 27. No dia 30, os títulos podem começar a ser negociados no mercado. A distribuição dos títulos será realizada pela empresa Pentágono S.A.

A empresa não especifica qual a finalidade do dinheiro a ser levantado. A Claro comprou em 2022 parte da Oi Móvel por R$ 3,5 bilhões, ao lado de TIM e Vivo. Também adquiriu espectro no leilão 5G em novembro de 2021. Naquele ano, já havia emitido também R$ 1,5 bilhão em debêntures.

A emissão de debêntures é uma forma de captação de recursos no mercado de capitais, onde investidores compram títulos emitidos pela empresa e, em troca, recebem juros e amortização do principal investido. Nenhuma dessas informações foi tornada pública, mas será fornecida aos investidores profissionais.

Conforme os resultados do terceiro trimestre de 2022, a Claro tinha dívida total de R$ 10 bilhões, da qual, R$ 8,3 bilhões em debêntures.

Em janeiro de 2022, a Claro prorrogou de 2 para 3 anos, o vencimento da 10ª emissão de debêntures quirografárias (décima emissão), no valor total de R$2,5 bi, de 30 de janeiro de 2022, para 30 de janeiro de 2023.

Em março de 2022, realizou a 11ª (décima primeira) emissão, totalizando R$4,25 bi, remuneradas a CDI + 1,40% a.a., juros a serem pagos semestralmente a partir de 28 de setembro de 2022, e prazo de 2 anos, com vencimento final em 28 de março de 2024.

A mais recente emissão foi em setembro, quando levantou R$ 1,5 bilhão, remuneradas a CDI + 1,37% a.a., juros a
serem pagos semestralmente a partir de 28 de fevereiro de 2023, e prazo de 3 anos, com vencimento final em 28 de agosto de 2025.

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4086