Capacitação para inclusão digital

Provedor baiano levou cursos tecnológicos para o interior do estado com o objetivo de desenvolver a inovação
Edivan Ferreira dos Santos, Sócio e Responsável Técnico pela empresa - Elnet Telecom/Crédito: Tele.Síntese
Edivan Ferreira dos Santos, Sócio e Responsável Técnico pela empresa – Elnet Telecom, recebeu o troféu pela iniciativa que promove capacitação e inclusão digital

CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA

3º Lugar

Categoria Operadoras Regionais

Empresa: Elnet Telecom

[O Tele.Síntese publica ao longo das próximas semanas as reportagens publicadas no Anuário Tele.Síntese de Inovação 2022, editado no final do ano passado e que pode ser baixado na íntegra e gratuitamente aqui]

Entre os conceitos de responsabilidade social, está aquele de devolver para a sociedade parte do que ela proporciona à empresa.

Com essa premissa, a Elnet, provedora regional da Bahia, criou um projeto de capacitação e inclusão digital por meio de um convênio de cooperação Técnica com uma instituição de ensino público estadual, Colégio Estadual Governador Luiz Viana Filho, em Nazaré, atendendo também os municípios de Jaguaribe e Muniz Ferreira, no interior do estado. O objetivo foi desenvolver inovação através da capacitação tecnológica.

O projeto conduzido de janeiro a agosto de 2022, forneceu certificação gratuita, além da assistência após a capacitação, diálogo com responsáveis, atendimento psicológico, bolsas de estágio. Cerca de 50% do conteúdo programático foi da Elnet e 50% de parceiros como consultorias, Sebrae, que apoiou com capacitação em empreendedorismo, a Polícia Militar da Bahia, que trouxe conhecimento em operação de drones, o Conselho Federal de Técnicos, que abordou as questões regulatórias e das normas técnicas.

“Montamos uma grade curricular com 12 temas tecnológicos – GPON, IoT, SDH, cabeamento, telemática, FTTH, energias renováveis, centrais de alarme, informática etc. –, e aplicamos ensinamentos para desenvolver essas habilidades preparando a sociedade para o mercado de trabalho e para os avanços tecnológicos. Após a capacitação, contratamos cinco estagiários, mas a ideia não foi de formar mão de obra apenas para a empresa”, diz Edivan Ferreira, diretor da Elnet.

Ele explica que o projeto resolve problemas relacionados à dificuldade de acesso e desenvolvimento das ferramentas digitais. Cerca de 50% das vagas foram destinadas aos alunos do colégio, 25% para os clientes da Elnet e 25% para o público não cliente. O projeto contribui para o aumento da inclusão digital, com o objetivo primordial de conceder oportunidade a população urbana e rural, por meio do conhecimento, e crescimento profissional conectado à era da globalização tecnológica.

“Havia uma sala para aulas teóricas e outra para laboratório com bancadas especializadas em cada um dos eixos temáticos. Também colocamos os alunos com nossos técnicos em campo”, diz Ferreira. Ele destaca que, ao envolver diversos parceiros, o projeto atraiu bolsas de estágios remunerados.

A empresa também investiu no projeto itinerante Transformação digital – Exposição Tecnológica, apresentando diversas tecnologias para a sociedade ter o conhecimento delas e como são empregadas. “Esse espaço fica aberto duas vezes na semana”, informa. (Carmen Nery)

Avatar photo

Colaborador

Artigos: 331