Câmara debate licitação para concessão de celular

O deputado entende que criando uma concessão de celular, a empresa poderia usar os recursos do Fust.

O deputado Flavinho (PSB/SP) pretende apresentar nos próximos dias substitutivo de projeto de lei que prevê a abertura de licitação para a outorga de uma concessão de telefonia móvel. Segundo ele, a sua ideia não é estatizar o que já foi privatizado, mas melhorar um serviço que não atende à população. 

Para o diretor do Sinditelebrasil, SérgioKern, se as atuais operadoras de celular ainda não levam o serviço a 100% das áreas do municípios ou chegam aos pequenos distritos,  isso não se deve ao tipo de regime em que elas atuam – regime privado – mas sim à política pública implementada, que não disponibiliza recursos para serem investidos em áreas não rentáveis. “E isso não se resolve pela concessão”, afirmou.

Para Miriam Wimmer, do extinto ministério das Comunicações, o governo reconhece que há problemas de qualidade, de cobertura, e de preço no celular, mas entende que eles não seriam melhor resolvidos com a adoção do regime público. 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10589