Cabo de fibra rompido no Norte foi restaurado

Cabo foi restaurado em 6 horas. Problema afetou a qualidade da internet e da telefonia móvel de Manaus a Porto Velho.

Crédito-Freepik

O cabo de fibra óptica rompido ontem, quarta-feira, 15, em trecho da BR-319, que liga Manaus a Porto Velho, foi restaurado no mesmo dia, informou a Claro, uma das detentoras da infraestrutura, que é compartilhada por todas as operadoras móveis que atendem a região de Manaus.

Segundo a empresa, o problema causou instabilidade, mas que com o cabo restaurado, o serviço foi normalizado ainda na quarta. “A Claro afirma que suas equipes técnicas atuaram imediatamente para restabelecer os serviços, que foram normalizados no mesmo dia.”

A falha foi identificada pela Abranet (Associação Brasileira de Internet), que reúne provedores regionais. Segundo a entidade, o problema afetou serviços de telefonia móvel celular e fornecimento de internet nos estados de Amazonas e Roraima.

A associação diz que o evento demonstra que a infraestrutura que conecta o Norte ao resto do país é deficitária e por isso cobra “não apenas das operadoras que atuam na Região Norte, mas do governo e todos os entes envolvidos para a revisão da infraestrutura de telecomunicações dos estados de Amazonas e Roraima para que episódios dessa natureza não se repitam”. Diz que em 2023 aconteceram cerca de 20 apagões nos serviços de telefonia e internet móvel nos dois estados.

“O apagão de ontem teve duração de seis horas e, além da interrupção nos serviços de telefonia e internet no trecho, operado pela Claro, o rompimento ocasionou uma sobrecarga de demanda das redes das operadoras TIM e Vivo, que também sofreram instabilidade”, afirma a Abranet.

Vale lembrar que a região é alvo do Programa Norte Conectado, que prevê a implementação de oito Infovias nos leitos dos rios amazônicos com investimentos totais na ordem de R$ 1,3 bilhão obtidos com o leilão 5G. Uma das infovias será entregue este ano.

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4217