América Móvil obtém aval de acionistas para segregar torres da Telekom Austria

Torres da Telekom Austria serão segregadas para criar uma nova empresa em parceria com a América Móvil, com ações vendidas em bolsa

Crédito: Freepik

A América Móvil comunicou nesta segunda-feira, 6, que obteve o apoio pleno do acionista estatal da Telekom Austria para segregar as torres móveis da empresa em uma nova unidade de infraestrutura.

A separação acontecerá “na maioria dos países” onde a Telekom tem presença, incluindo a Áustria.

Uma vez criada a empresa de infraestrutura, ela será alvo de processo de abertura de capital e suas ações serão comercializadas na bolsa de Viena.

Segundo a América Móvel, a estratégia por trás da separação é melhorar a alocação de capital, permitindo que a Telekom Austria aporte dinheiro em outras frentes, como fibra e 5G.

O conselho de administração da Telekom ainda precisa votar a segregação, assim como os demais acionistas e os reguladores austríacos.

A aprovação dos sócios europeus aconteceu junto com a renovação do acordo de acionistas, que mantém a América Móvil como o controlador da Telekom Austria.

O contrato foi fechado com o segundo principal acionista, a OBAG, estatal austríaca, dona de 28,42% do capital da operadora. Além da autorização da representante governamental para a segregação das torres, ficou definido que a América Móvil seguirá como controladora por mais 10 anos.

“Isso garante à AMX o direito de nomear a maioria dos integrantes do Conselho de Administração e definir também o chairman e o CEO, com capacidade decisória sobre todas as questões de gestão”, resume a companhia pertencente ao bilionário mexicano Carlos Slim.

A América Móvil já tem outra iniciativa para segregação de infraestrutura no resto do mundo. Criou a Sítios Latam, que reúne 29 mil torres na América Latina, 39% das quais estão localizadas no Brasil, e cujas ações são comercializadas na bolsa do México.

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4234