70% dos usuários de smartphone no Brasil pretendem migrar para o 5G nos próximos 12 meses

Mais da metade dos consumidores brasileiros dizem que utilizarão aplicativos de realidade aumentada, como os relacionados ao metaverso, quando assinarem planos de dados de quinta geração móvel, indica estudo da Ericsson ConsumerLab
Consumidores pretendem migrar para o 5G no próximo ano
Migrar para o 5G nos próximos 12 meses é desejo de 70% dos brasileiros (crédito: Freepik)

A possibilidade de contar com uma internet mais rápida e estável, além de utilizar aplicativos mais imersivos, deve atrair muitos consumidores à conexão 5G nos próximos anos. No Brasil, 69% dos usuários de smartphone planejam migrar para a quinta geração móvel nos próximos 12 meses.

Além disso, apesar de o País estar no estágio inicial do lançamento do 5G – o sinal foi ligado, em todas as capitais, entre julho e outubro deste ano –, 32% dos primeiros usuários apontam que passam mais de 50% do tempo conectados à nova frequência de dados.

As informações são de um estudo da Ericsson ConsumerLab, braço especializado em comportamento do consumidor da fabricante de equipamentos de telefonia fixa e móvel.

A pesquisa também aponta que mais da metade dos pioneiros do 5G no Brasil utilizam mais de três serviços digitais na atualidade. Contudo, seis em cada dez consumidores móveis querem recursos personalizados para necessidades específicas de planos 5G.

Segundo a Ericsson ConsumerLab, o 5G estimula o acesso a vídeos, jogos em nuvem e softwares de realidade aumentada. Desse modo, a adoção massiva da frequência deve viabilizar a estabilização do metaverso no futuro.

No Brasil especificamente, conforme a mesma sondagem, 54% dos usuários de 4G dizem que passarão a utilizar – ou aumentarão o uso – aplicativos de realidade aumentada quando assinarem um plano de dados 5G.

Considerações globais

Feito com mais de 49 mil consumidores em 37 países, o relatório “5G: The Next Wave” (5G: a próxima onda, em tradução livre), da Ericsson ConsumerLab, destaca que 30% dos consumidores nos mercados observados (aproximadamente, 510 milhões de pessoas) pretendem fazer uma assinatura 5G no ano que vem.

De forma global, o estudo também sinaliza que assinantes de redes 5G já passam, em média, uma hora a mais por semana em serviços relacionados ao metaverso, como jogos eletrônicos, compras virtuais e aplicativos de socialização, do que usuários da frequência 4G.

Até 2025, o tempo dedicado ao consumo de vídeos, por parte de usuários de 5G, deve crescer em duas horas, aponta a sondagem.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10563