Grupo Dell’Oro prevê menos investimentos em rede móvel nos próximos 5 anos

Projeções apontam que crescimento global não chegará a 1% até 2027; enquanto isso, 5G RAN crescerá até 30% no mesmo período.

Grupo Dell’Oro prevê desaceleração da rede via RAN nos próximos 5 anos

Relatório de projeção do Grupo Dell’Oro, divulgado nesta quarta-feira, 18, aponta que após quatro anos de crescimento, o mercado de rede de acesso via rádio (RAN), as redes móveis, enfrentará desaceleração nos próximos cinco anos. O comportamento é uma reação frente ao avanço do 5G.

De acordo com a projeção, o avanço da RAN em nível global, fora da China, será menor que 1% até 2027, concentrado principalmente em países menos avançados. Enquanto isso, no mesmo período, o 5G RAN deve crescer 25% a 30%.

Quanto ao retorno financeiro, o relatório cita que a receita das small cells para redes RAN está ultrapassando as de macro células há algum tempo e espera-se que essas tendências se estendam ao longo do período de previsão, com as pequenas crescendo mais de 20% até 2027.

5G RAN

O estudo de projeção destaca que embora a previsão para o 5G RAN seja de crescimento, é “insuficiente para compensar os declínios acentuados no LTE”.

Em nota, o vice-presidente e analista do Grupo Dell’Oro, Stefan Pongratz, explica que “a jornada do 5G está apenas começando, mas, ao mesmo tempo, as etapas de cobertura e capacidade que moldaram os ciclos de capex com as tecnologias móveis anteriores a ela ainda se mantiveram”.

“À medida que as operadoras atingem suas metas iniciais de cobertura 5G, a oferta de frequências 5G, juntamente com a vantagem do FWA e, eventualmente, do 5G privado, reduzirá a variação em relação ao 2G-4G”.

Em novembro do ano passado, o Grupo Dell’Oro já havia alertado em relatório referente ao terceiro semestre de 2022 que as projeções de  curto prazo para as redes móveis  foram revisadas para baixo “para refletir desenvolvimentos mais fracos do que o esperado nos três primeiros trimestres de 2022”.

Os 5 principais fornecedores globais de rede RAN no último ano incluem Huawei, Ericsson, Nokia, ZTE e Samsung. Entre elas, a Nokia de destacou no crescimento da receita, de acordo com o relatório.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10589