1º semestre de 2022 registra recorde de pedidos de portabilidade

Entidade administradora contabilizou 5,4 milhões de solicitações de clientes para migração de operadora de janeiro a junho deste ano. Mudanças para telefone móvel somam 4,7 milhões.
(Crédito: Freepik)

A ABR Telecom, que administra os pedidos de portabilidade numérica no Brasil, registrou 5,4 milhões de solicitações dos usuários para troca de operadora no primeiro semestre deste ano. Este é o maior número da história para este período.

Dentre o total de migrações, 4,7 milhões são para telefone móvel. De acordo com a entidade, os números não incorporam as mudanças decorrentes da venda da Oi, apenas a portabilidade solicitada por iniciativa do próprio cliente.

Desde a instituição da portabilidade numérica, em 2009, os números mostram aumento crescente das migrações, com raras quedas anuais. No entanto, as solicitações dos usuários cresceram mais expressamente a partir de 2021, período que coincide com o início do processo para venda da Oi Móvel (veja no gráfico abaixo).

Pedidos de portabilidade acatados

Entre o total de solicitações de portabilidade no primeiro semestre, 4,4 milhões já haviam sido efetivadas até o final de junho – destas, 3,8 milhões para telefone móvel.

A maioria dos pedidos foram concluídos entre maio e junho, sendo 841.472 e 822.014, respectivamente, 85% deles para celulares.

Migração para Claro, Tim e Vivo

Já o monitoramento do número total de chips ativos para cada operadora é realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que neste ano, até a publicação desta reportagem, consolidou os dados até abril. Conforme o levantamento, houve "perda" de 264 mil acessos (chips) da Oi Móvel entre março e abril, quando houve migração para as concorrentes que compraram a base de clientes – TIM, Vivo e Claro.

De acordo com a Anatel, a Oi possuía 42.078.291 acessos de telefonia móvel em março deste ano. Destes, 41.813.937 foram transferidos para as novas operadoras.

A TIM ficou com 39% dos chips da Oi Móvel. A operadora criou a SPE Cozani RJ Infraestrutura e Redes de Telecomunicações S.A. que, em abril, informou 16.309.834 acessos.

Com a segunda maior fatia de clientes está a Claro, que criou a SPE Jonava RJ Infraestrutura e Redes de Telecomunicações S.A. Ao todo, a empresa recebeu 12.852.996 acessos do Serviço Móvel Pessoal (SMP), 31% do total.

Já a Vivo, por sua vez, criou a SPE Garliava RJ infraestrutura e Redes de Telecomunicações S.A., informando 12.651.107 acessos, 30%.

Ao todo, o país alcançou a 259,2 milhões de acessos na telefonia móvel em abril. O número representa um aumento de 4,5 milhões em relação a março – alta de 1,7%.

Avatar photo

Carolina Cruz

Repórter com trajetória em redações da Rede Globo e Grupo Cofina. Atualmente na cobertura dos Três Poderes, em Brasília, e da inovação, onde ela estiver.

Artigos: 924