Vero tem lucro líquido e EBITDA recordes no 2º TRI

No 2º tri, a Vero colheu resultados de mais ofertas digitais, redução de custos e incorporação de empresas adquiridas.
Fabiano Ferreira, CEO da Vero Internet (crédito: Divulgação)
Fabiano Ferreira, CEO da Vero Internet (crédito: Divulgação)

A Vero Internet registrou lucro líquido de R$ 18,5 milhões e receita operacional líquida de R$ 212,9 milhões no 2º trimestre de 2023, crescimento de 36,7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

“Tivemos uma expansão muito significativa na nossa base de clientes devido à nossa estratégia de crescimento orgânico e inorgânico. Em junho, atingimos o patamar de 817 mil assinantes, o que significa um aumento de 22% em relação ao ano anterior. A aquisição da Fixtell e os esforços para estarmos em uma nova cidade por mês fizeram com que a Vero tivesse esse grande ganho de base”, diz Fabiano Ferreira, CEO da Vero Internet.

No balanço, a empresa também diz que cresceu em vendas de produtos digitais para complementar a conectividade. A inclusão de mais serviços agregados à banda larga resultou em aumento do ticket médio da base aumenta. A receita média por usuário subiu 13%, para R$ 96,34.

O EBITDA ajustado da companhia, que contabiliza lucros antes de juros, impostos, depreciação, amortização, stock options e gastos não recorrentes, atingiu R$ 117,9 milhões, uma expansão de 44,6%. A margem EBITDA chegou a 55,4%, a mais elevada do setor de telecomunicações.

O aumento, explica o CEO, se deu em razão da redução de gastos, e a tendência deve continuar no próximo trimestre. “Estamos investindo cada vez mais na digitalização do nosso negócio, seja na aquisição e principalmente no relacionamento com nossos clientes e isto vem contribuindo muito para a melhora da qualidade e da eficiência. Nossa jornada digital está em crescimento e esperamos colher ainda melhores frutos”.

Ao todo, a companhia mantém mais de 32 mil km de fibra óptica, sendo 9 mil km de rede de backbone. Assim, a rede da Vero totaliza mais de 2,7 milhões de Homes Passed (HP – quantidade de domicílios que estão cobertos pela rede de FTTH da Vero).

O resultado financeiro foi impactado positivamente pelo aumento da receita, que cresceu 36,7% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a despesa financeira não acompanhou tal crescimento. “Se trata de um trabalho de longo prazo, fruto de um processo estruturado de gestão matricial de despesas, alta performance de vendas e crescimento constante, que vem mostrando resultados”, finaliza Ferreira.

Em julho deste ano a Vero anunciou a fusão de suas operações com a Americanet. Ao se consolidarem, as companhias criam o maior ISP de banda larga fixa do Brasil. A transação foi aprovada pela Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), sem restrições, sendo que as companhias aguardam agora o decurso do prazo de 15 dias para que a decisão seja considerada definitiva. A transação ainda está sob análise da Anatel, que também deverá emitir uma decisão.

A Vero é uma empresa de telecomunicações brasileira criada em 2019, controlada pela Vinci Partners e com atuação em Minas Gerais, Goiás, DF e todos os estados do Sul do país.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10485