Venda de smartwatch cai à metade no 3º tri

Expectativa por novos modelos e percepção de que aparelhos atendem a nicho derrubaram o resultado.

WATCH_1-alcatel-onetouchAs vendas mundiais de relógios inteligentes – aqueles capazes de se conectar a celulares, contar passos, batimentos cardíacos, receber mensagens etc. – caiu 51,6% no terceiro trimestre do ano, conforme cálculos da consultoria IDC. Foram apenas 2,7 milhões de dispositivos distribuídos aos pontos de venda, ante 5,6 milhões um ano antes.

A Apple, líder do segmento, terminou o período com 1,1 milhão de relógios despachados aos pontos de venda, 71,6% a menos que nos mesmo trimestre de 2015. A Garmin desbancou a Samsung do segundo lugar do ranking, com 600 mil peças distribuídas. A fabricante sul-coreana vendeu 400 mil unidades. Lenovo e Pebble, quarto e quinto colocados da lista da IDC, venderam 100 mil unidades.

Segundo a consultoria, o declínio se não só por falta de interesse do consumidor, mas também por expectativa em torno de novos produtos. A segunda versão do Apple Watch foi esperada e lançada apenas nas duas semanas finais do semestre. Ao mesmo tempo, o Google atrasou o lançamento da nova versão de seu sistema operacional para smartwatches, enquanto a Samsung mostrou protótipos do Geas S3, mas ainda não revelou sua data de lançamento. Por outros lado, os dispositivos parecem atender a nichos claros, no momento, com funções dedicadas a praticantes de esportes.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10521