TOTVS e Itaú Unibanco finalizam a criação de joint venture

Criação da Totvs Techfin, como será chamada, foi liberada sem restrições pelo Cade e pelo Banco Central

Crédito: Freepik

A empresa de tecnologia Totvs e o Itaú Unibanco anunciaram hoje, 31, o fechamento da transação divulgada ao mercado em abril de 2022 para a constituição da joint venture Totvs Techfin. A empresa já está apta a operar e atuará na ampliação e distribuição de serviços financeiros para clientes empresariais com uso de ciência de dados.

Exatamente hoje o Itaú Unibanco passa a ser sócio da operação, com 50% de participação no capital social da joint venture. Além do aporte no capital social da Totvs Techfin, o banco disponibilizará “funding”, expertise de crédito e risco, e acesso a soluções para acelerar o crescimento da joint venture. Já a Totvs coloca na iniciativa a Supplier, empresa controlada pelo grupo de T.I. especializada na oferta de crédito para empresas.

A JV combinar serviços financeiros integrados aos softwares de gestão da Totvs e “ofertas contextualizadas para o cliente certo no momento certo, beneficiando pequenas e médias empresas e toda a cadeia produtiva do país”, comenta Eduardo Neubern, nomeado diretor-presidente da techfin.

“Esta iniciativa está alinhada à nossa estratégia de associação com parceiros que permitam o desenvolvimento de soluções disruptivas em favor dos clientes, com ofertas contextualizadas e inovadoras que vão além dos serviços tradicionalmente oferecidos por um banco”, diz Flávio Souza, presidente do Itaú BBA.

“Nossa união com o maior banco da América Latina representa um grande passo no sentido de ampliar e simplificar o acesso de nossos clientes a serviços financeiros personalizados e totalmente integrados aos nossos ERPs”, complementa Dennis Herszkowicz, presidente da Totvs.

O acordo foi aprovado, sem restrições, pela Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) em 14 de outubro de 2022 e as autorizações do Banco Central foram obtidas em 21 de setembro de 2022 e 22 de junho de 2023. Desde então as empresas negociavam os termos finais do contrato.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10673