TIP volta a estudar redes móveis aéreas, com foco em HAPS

O Grupo de Projeto de Soluções de Conectividade Não-Terrestre objetiva desenvolver soluções que abarquem satélites GEO, constelações NGSO e plataformas HAPS

TIP

O Projeto Telecom Infra (TIP) relançou o Grupo de Projeto de Soluções de Conectividade Não-Terrestre (NTCS). O grupo visa desenvolver soluções para operadores de rede capazes de englobar satélites Geoestacionários (GEO) e constelações não-Geoestacionária (NGSO), tanto para MEO quanto para LEO. Incluirá também outras plataformas como Sistemas de Plataforma de Alta Altitude (HAPS).

Antes do relançamento, o projeto focava apenas no uso de HAPS para viabilizar cobertura de telecomunicações em áreas rurais ou respostas de emergências. No novo programa, o grupo irá utilizar os padrões de 3GPP, incluindo as redes Não-Terrestres (NTN). O projeto irá considerar integração com o core 5G e a viabilização do OpenRAN.

A SES Networks e a Inmarsat encabeçam o NTCS e estão trabalhando com a HAPS Alliance e a Agência Espacial Europeia (ESA). Um dos objetivos da colaboração é evitar conflitos e incertezas onde há sobreposição e encontrar pontos em comum entre cenários de satélites e HAPS nas operações, modelos de negócios e regulação.

A ESA participa do desenvolvimento de padrões NTN a fim de oferecer suporte para serviços de telecom via satélite ou HAPS. Já a HAPS Alliance deverá alavancar os padrões 3GPP com soluções e critérios de conformidade do Grupo de Projetos TIP NTCS.

O head global de engajamento do TIP, Vish Mathur, afirma que o uso core 5G e 5G waveforms no suporte de satélites pode reduzir o custo total para operadores de rede e aprimorar a interoperabilidade de rede, além de desbloquear comunicações de banda estreita por satélite de aparelhos celulares. “Mas, esse potencial só pode ser concretizado depois de emergir um ecossistema de fornecedores de produtos e soluções abertas para fornecimento de operadores de satélite. O Grupo de Projeto NTCS aspira desenvolver esse ecossistema” diz. (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10521