Telesat contrata SpaceX para lançar satélites da constelação Lightspeed

Sistema de baixa órbita (LEO) deve entrar em operação comercial em 2027; ao todo, empresa de Elon Musk deve fazer 14 lançamentos para a operadora a partir de 2026
Telesat contrata SpaceX para lançar satélites da constelação de baixa órbita Lightspeed
SpaceX deve fazer os lançamentos dos satélites da constelação Lightspeed em 2016, informou a Telesat (crédito: Reprodução)

A operadora de banda larga via satélite Telesat anunciou, na segunda-feira, 11, que fechou um acordo com a SpaceX para realizar diversos lançamentos da constelação de órbita terrestre baixa (LEO, na sigla em inglês) Lightspeed. Valores do contrato não foram revelados.

Na prática, o acordo prevê que a SpaceX, do bilionário Elon Musk, use o foguete reutilizável Falcon 9 para fazer 14 lançamentos para a Telesat. As decolagens devem partir das instalações da fabricante de sistemas aeroespaciais na Califórnia e na Flórida. Cada lançamento deve levar ao espaço sideral até 18 equipamentos de baixa órbita.

“A SpaceX tem sido um fornecedor de lançamento confiável e eficaz para a Telesat em nossos programas de satélites geoestacionários e estou muito satisfeito que eles nos apoiarão com seu foguete Falcon 9 altamente confiável para implantar a constelação Telesat Lightspeed, o programa mais ambicioso nos 54 anos de história da Telesat”, afirmou Dan Goldberg, presidente e CEO da operadora.

A companhia canadense informou que a campanha de lançamento está programada para começar em 2026. A expectativa é de que o serviço global da constelação Lightspeed entre em operação comercial no ano seguinte.

“Projetada desde o início para atender aos exigentes requisitos de conectividade de missão crítica de usuários corporativos e governamentais, a rede Telesat Lightspeed opticamente conectada fornecerá links de dados multi-Gbps e conectividade de banda larga altamente segura, resiliente e de baixa latência em qualquer lugar do mundo”, destaca a operadora, em nota.

A empresa ainda ressaltou que, como assinou no mês passado com a MDA para fabricação dos equipamentos de baixa órbita, já se encontra bem posicionada para fornecer “conectividade de classe empresarial” no fim de 2027.

Autorização da Anatel

A constelação Lightspeed já tem autorização para operar no Brasil. Em maio de 2022, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou a concessão do direito de exploração do território brasileiro pelo sistema de baixa órbita da Telesat.

As frequências foram concedidas sem caráter de exclusividade. A permissão vale até março de 2036.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 888