Streaming e nuvem entram em pesquisa mensal de serviço do IBGE

Aparelhos de DVD e micro system são cortados da pesquisa industrial. Novas categorias serão contabilizadas nos levantamentos sobre serviço, com referência a partir de janeiro deste ano. Primeira publicação está prevista para última semana de abril.
IBGE vai apurar dados dos serviços de streaming e nuvem (Crédito: Freepik)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou nesta terça-feira, 7, que atualizou as categorias analisadas na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) para incorporar os novos padrões de consumo. Com isso, os levantamentos passam a ter dados sobre o mercado de streaming de música e vídeo, armazenamento em nuvem, delivery e transporte por aplicativo.

Houve mudanças também na pesquisa industrial, com a exclusão de equipamentos como micro system e DVD (saiba mais abaixo). 

A primeira edição da PMS atualizada será referente a janeiro deste ano e tem divulgação prevista para 12 de abril. O levantamento referente a fevereiro está estimado para 27 de abril. 

O coordenador de Pesquisas Conjunturais em Empresas do IBGE, Flávio Magheli, destaca que a incorporação de serviços como armazenamento em nuvem e streaming reconhecem que eles “ganharam espaço”. Ele explica que “dependendo das modificações da economia, é preciso fazer as atualizações e trazer mais para perto o ponto de referência de base de acompanhamento”. 

“Se não atualizamos essas cestas e esses pesos, perdemos relevância dos indicadores, que passam a ser produzidos em bases defasadas”, afirmou Magheli. 

Em setembro do ano passado, o IBGE anunciou a atualização da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua no módulo temático sobre Tecnologia da Informação e Comunicação – PNAD Contínua TIC – para também apurar o acesso a serviços de streaming, soluções de internet das coisas (IoT) e as condições de teletrabalho.

Indústria

A Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física (PIM-PF) deixará de avaliar 11 produtos. Aqueles que fazem parte da área de comunicação e informática são:

  • gravador ou reprodutor de sinais de áudio e vídeo (DVD, home theater);
  • rádios, mesmo combinados com aparelhos de gravação ou reprodução de som (micro system);
  • computadores pessoais de mesa (PC Desktops);
  • jornais impressos sob encomenda e
  • discos fonográficos.

Entre artigos do setor de eletro e informática, a PIM-PF passa a incorporar:

  • aparelhos de radionavegação (GPS);
  • aparelhos para recepção, conversão, emissão e transmissão ou regeneração de voz, imagens ou outros dados;
  • controle remoto para aparelhos eletroeletrônicos e
  • robôs industriais.

A primeira edição da PIM-PF atualizada, referente a janeiro deste ano, deve ser divulgada em 30 de março. Já o resultado referente a fevereiro está previsto para 19 de abril.

Avatar photo

Carolina Cruz

Repórter com trajetória em redações da Rede Globo e Grupo Cofina. Atualmente na cobertura dos Três Poderes, em Brasília, e da inovação, onde ela estiver.

Artigos: 881