Serviços na nuvem dominam os novos negócios

O conceito Everything as a Service passou de uma promessa em evolução para ser a nova realidade que orienta o mercado
Serviços na nuvem dominam os novos negócios. Crédito-Freepik
Crédito: Freepik

A aceleração da transformação digital levou muitas empresas a repensarem seus modelos de negócios e suas infraestruturas digitais. Com isso, o conceito Everything as a Service, ou “tudo como serviço”, passou de uma promessa em evolução para ser a nova realidade que orienta o mercado e deve se consolidar com o 5G. “Os novos negócios já consideram a nuvem como o ambiente ideal para sua jornada disruptiva”, avalia Yang Hua, presidente da Huawei Cloud Brasil.

A unidade de negócios da Huawei para prover serviços em nuvem foi lançada em 2019 no Brasil e já está entre os top quatro provedores de nuvem do país. Começou oferecendo infraestrutura e, atualmente, conta com 95 serviços de cloud e um ecossistema de parceiros.

A Huawei trabalha com o conceito de cloud native (base de código aberto do Cloud Native Computing Foundation (CNCF), que auxilia a comunidade de código aberto no desenvolvimento de componentes essenciais nativos de nuvem, incluindo o Kubernetes). Os planos Huawei Cloud incluem manter o foco no cloud native, que considera uma metodologia ágil para o desenvolvimento de tecnologias, focado na automação de tarefas, microsserviços e em outras ferramentas.

“Acreditamos que o potencial de crescimento do cloud native nos próximos anos será massivo, na ordem de 95% dos serviços e produtos. Será uma verdadeira revolução tecnológica, que está apenas começando”, detalha Hua. “O cloud native é um passo a mais na direção da inteligência artificial plena”, acredita.

Depois de 30 anos refazendo o conceito de conectividade, a Huawei deve investir os próximos 30 na construção  de nuvem que vai suportar a oferta de “tudo como serviço”: infraestrutura como serviço, que será unificada e integrada por uma rede de alta qualidade; tecnologia como serviço, com a reversão dos investimentos feitos em pesquisa e desenvolvimento em novas tecnologias embarcadas nos serviços em nuvem; e expertise como serviço, com a construção de um ecossistema global de parceiros que vão acumular e compartilhar conhecimento em implementações em nuvem, permitindo aos desenvolvedores acelerar seus projetos.

Tendência em ascensão

Cloud, segurança, serviços gerenciados e inteligência são as grandes oportunidades para o ano de 2023, de acordo com a consultoria IDC. No estudo IDC Latin America IT Investment Trends 2023, a consultoria perguntou para tomadores de decisão de empresas de tecnologia latino-americanas quais itens farão parte de suas principais iniciativas de TI em 2023. Segurança de cloud e segurança de TI aparecem como prioridades para 38% dos entrevistados, seguidos por serviços gerenciados (37%), mobilidade empresarial (32%), gerenciamento de TI (30%) e nuvem híbrida e infraestrutura de cloud (20%).

 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10554