Huawei quer aumentar rede de parceiros para serviços em nuvem na América Latina

Gigante chinesa vê oportunidades de negócios nos setores de finanças, internet, automotivo, energia, manufatura e mídia
Huawei Cloud quer expandir serviços em nuvem na América Latina
Huawei Cloud, unidade de nuvem da fabricante chinesa, tem planos para a região da América Latina e do Caribe (crédito: Divulgação)

A Huawei Cloud, unidade de serviços em nuvem da fabricante chinesa, planeja aumentar a sua rede de parceiros e desenvolver seu ecossistema digital na América Latina e no Caribe. Para a região, o foco da empresa é a estratégia all as a service (tudo como serviço, em tradução livre).

Segundo o presidente da Huawei Cloud para a América Latina, Fernando Liu, atualmente, a companhia conta com mais de 1.400 parceiros em seu ecossistema de nuvem na região.

Além disso, durante o Huawei Cloud Latam Partner Summit, realizado em Buenos Aires na semana passada, o executivo apontou os setores de finanças, internet, automotivo, energia, manufatura e mídia como grandes oportunidades de negócios nos países latino-americanos. A empresa chinesa também tem tentado aumentar o seu universo de parceiros ao se aproximar de pequenas e médias empresas, aceleradoras e incubadoras.

“A Huawei Cloud está focada em ser a base da nuvem e facilitadora da indústria com tudo como um serviço. Esses objetivos são baseados em esforços conjuntos de construção, operação e vendas, baseados em um ecossistema global com desenvolvedores como protagonistas, e dependem de um sistema de parceiros focados em competências”, afirmou Liu.

O presidente global da Huawei Cloud Ecosystem, Ken Kang, por sua vez, destacou que a companhia tem investido na expansão do KooVerse, sua infraestrutura de nuvem internacional. No momento, o braço de nuvem atende a clientes em mais de 170 países. A unidade, além do mais, conta com 4 milhões de desenvolvedores e 41 mil parceiros em todo o mundo.

Vale lembrar que, no início deste ano, o presidente rotativo da Huawei, Eric Xu, destacou o rápido crescimento da divisão de nuvem da empresa, salientando que a tecnologia “precisa se tornar a base da transformação digital”. Conforme o balanço financeiro referente ao ano passado, a companhia destinou à área de P&D um montante equivalente a 25% da receita obtida em 2022.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10575