Problema com banda larga aumenta pressão sobre a BT

Grupo britânico pressiona para a separação definitiva da OpenReach, empresa de rede de banda larga por atacado da Britsh Telecom

Com a aprovação, pela agência da concorrência britânica, da compra, pela Britsh Telecom, da maior operadora de celular da Inglaterra, a EE, aumentam as pressões para que a Ofcom, a agência reguladora de telecom, promova a separação definitiva da BT e a sua provedora de rede de banda larga, a OpenReach, que hoje atua em separado mas ainda pertence ao mesmo grupo econômico.

Conforme estudo divulgado essa semana pelo Grupo Britânico de Infraestrutura (BIG) com a aquisição da operadora de celular a BT ficará com 40% do mercado de telefonia móvel da região e com 70% do mercado de atacado de banda larga fixa, sem estar cumprindo as metas de universalização acordadas.

Segundo o grupo, a OpenReach já recebeu 1,7 bilhão libras em subsídio para conectar as áreas distantes do país, mas não conseguiu ainda entregar o prometido. Conforme o estudo, 42% das pequenas e médias empresas ainda têm problemas de conectividade, enquanto 29% relatam baixa conectividade.

Conforme a entidade, pelo menos 5,7 milhões de pessoas do Reino Unio têm conexões que não alcançam a velocidade mínima estabelecida, de 10 Mbs, sendo que 3,5 milhões dessas pessoas vivem nas áreas rurais.( com agências internacionais)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10673