Privatização das telecomunicações completa 25 anos

Em 1998, quando o sistema Telebrás foi privatizado, o Brasil tinha 28 milhões de acessos de telecom. Hoje, são 336 milhões de acessos de telefonia fixa, banda larga, telefonia móvel e TV por assinatura.

(crédito: Freepik)

A privatização das telecomunicações completa 25 anos no sábado, 29. No período, o setor de telecomunicações investiu R$ 1,036 trilhão, em valores atualizados pela inflação calculados pela Conexis Brasil Digital, entidade representativa das operadoras.

Desde que o sistema Telebrás foi privatizado, dezenas de milhões de brasileiros passaram a ter acesso aos serviços de telecomunicações e o Brasil atravessou as tecnologias móveis 2G, 3G, 4G e, agora, 5G. Em 1998, o Brasil tinha cerca de 28 milhões de acessos de telecom, entre linhas fixas, TV por assinatura e telefonia móvel. Atualmente são 336 milhões de acessos, 251 milhões dos quais são móveis.

“A maior conquista do setor nesses 25 anos foi a massificação do acesso aos serviços de telecom. Hoje, todos os municípios brasileiros têm acesso a pelo menos uma tecnologia móvel, seja 3G, 4G ou 5G. São mais de 150 cidades que já têm acesso ao 5G, que acaba de completar 1 ano de operação no Brasil”, afirmou o presidente-executivo da Conexis Brasil Digital, Marcos Ferrari.

Segundo a pesquisa TIC Domicílios 2022, dos 149 milhões de usuários de internet no território nacional, 142 milhões se conectam todos ou quase todos os dias. A internet está presente em 60 milhões de lares brasileiros, o que corresponde a 80% do total de domicílios no país.

Redução da carga tributária

A Conexis aproveita a efeméride para cobrar redução da carga tributária incidente sobre o setor, na reforma agora em discussão no Senado Federal. Caso isso se confirme, diz o sindicato, deve haver queda no preço dos serviços.

Outros pontos essenciais para que o setor continue avançando são: simplificação regulatória e o incentivo à autorregulação; igualdade regulatória entre as prestadoras de telecomunicações, que investem na construção das redes de telecomunicações, e empresas que usam essa rede para ofertar serviços semelhantes aos ofertados pelas operadoras; atualização das leis municipais de antenas; e o combate ao furto e roubo de cabos de telecomunicações.

Números
  • R$ 1,036 trilhão investidos de 1998 ao primeiro trimestre de 2023
  • Telefonia móvel: passou de 7,4 milhões de acessos em 1998 para 251 milhões. Crescimento de 3.309%
  • Telefonia fixa: passou de 20 milhões de linhas em 1998 para 27 milhões. Aumento de 33%
  • TV por assinatura: passou de 2,6 milhões para 12 milhões de assinaturas. Alta de 371%
  • Banda larga fixa: o serviço não estava disponível em 1998. Em 2023, alcançou a marca de 45,7 milhões de acessos.

    *Dados referentes a março de 2023 (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10407