Ministério da Economia anuncia Centro Integrado de Segurança Cibernética

Segundo a pasta, a iniciativa é fortalecer a prevenção, o tratamento e a resposta a incidentes cibernéticos. Projeto faz parte do Programa de Privacidade e Segurança da Informação (PPSI).
Ministério da Economia anuncia Centro Integrado de Segurança Cibernética
(Crédito: Freepik)

O Ministério da Economia (ME) anunciou, nesta quarta-feira, 14, que criará um Centro Integrado de Segurança Cibernética do Governo Digital (CSIRT GOV.BR). A iniciativa será desenvolvida em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

De acordo com a pasta, o centro tem por objetivo “fortalecer a prevenção, o tratamento e a resposta a incidentes cibernéticos, como parte das ações de cibersegurança e uso de novas tecnologias no setor público, previstas no acordo de cooperação entre as instituições”.

A iniciativa faz parte do Programa de Privacidade e Segurança da Informação (PPSI), que busca elevar a maturidade e resiliência em privacidade e cibersegurança no governo. O prazo para funcionamento do centro, no entanto, não foi divulgado.

Ainda segundo o ministério, o CSIRT GOV.BR atuará na coordenação e integração com os órgãos públicos do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (Sisp). A previsão é de que a Secretaria de Governo Digital da pasta adote “medidas de diagnóstico, engajamento, treinamento, comunicação, construção de processos, implementação de tecnologias, além do compartilhamento de competências e habilidades sobre privacidade e segurança da informação voltadas para os órgãos do Sisp”.

Já os parceiros, BID e RNP, entrarão com o suporte na criação das equipes de tratamento e incidentes cibernéticos dos órgãos do Sisp, incluido “a análise não-evasiva e contínua de ameaças e vulnerabilidades nos sistemas de governo, testes de segurança, desenvolvimento de estudos baseados nas melhores práticas nessa temática e, ainda, a análise de ferramentas de Segurança da Informação”.

Estratégia em segurança cibernética

Além de pautar ações da Secretaria de Governo Digital do ME, a segurança cibernética é protagonista entre as propostas elaboradas pelo Brasil para a Conferência de Plenipotenciários de 2022 (PP-22), que vai definir as prioridades da UIT (União Internacional de Telecomunicações) para os próximos quatro anos. Elaborado pelo Grupo de Coordenação das Comissões Brasileiras de Comunicações (GC-CBC) em parceria com o Ministério das Relações exteriores, o relatório brasileiro dá destaque para iniciativas de desenvolvimento que incluem países emergentes por meio de colaborações internacionais.

A Conferência de Plenipotenciários é o órgão supremo da UIT – entidade ligada à Organização das Nações Unidas (ONU). O encontro que direciona estratégias ao setor vai ocorrer entre os dias 26 de setembro e 14 de outubro deste ano, na cidade de Bucareste, na Romênia.

Como sugestão prevista para levar à discussão, o Brasil defende que os países membro da UIT que já estejam mais desenvolvidos nas medidas de segurança cibernética compartilhem informações para auxiliar os países emergentes, por meio de treinamentos e relatórios.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10506