Governo prepara reforço de pessoal especializado em telecom

Portaria dá aval para concurso para provimento de vagas na carreira de Analista de Infraestrutura. Segundo MGI, medida viabiliza prioridades de gestão e supre déficit.
Portaria do MGI prevê nova vagas em carreira de infraestrutura, que exige formação em telecom, entre outras áreas| Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) publicou nesta segunda-feira, 19, uma portaria que autoriza a realização de um concurso público para provimento de 300 vagas para a carreira de Analista de Infraestrutura. Telecomunicações está entre as áreas de formação exigidas e é um dos setores onde os servidores devem atuar. 

O documento de autorização do concurso foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União, e anunciada pelo governo como parte da estratégia de priorizar a conclusão de obras que impactam o desenvolvimento social.

De acordo com o MGI, os cargos são para atuação no planejamento, coordenação, fiscalização e assistência técnica em projetos e obras de infraestrutura de grande porte. 

“As pessoas aprovadas precisam reconhecer a importância da infraestrutura para o desenvolvimento do país, bem como identificar a complexidade e as peculiaridades inerentes à realização de empreendimentos de grande porte no âmbito da administração pública”, afirma o MGI em nota.

Além do setor de telecom, os analistas de infraestrutura podem ter formação especializada em áreas como engenharia, geologia, energia, saneamento, transportes, desenvolvimento urbano, entre outros. 

Déficit

Ainda segundo o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, o quadro atual de Analistas de Infraestrutura (AIE) conta com 694 profissionais, no entanto, mais de 50 deles devem se aposentar a partir de 2029. 

A carreira de AIE foi criada em 2007, entre as categorias transversais, ou seja, de servidores vinculados ao MGI que podem atuar em diversos órgãos conforme a demanda e considerando a necessidade de solução conjunta de problemas.  

O mais recente relatório de gestão sobre a carreira de AIE aponta que mais da metade das vagas são de cargos comissionados 57,8%. O suprimento de pessoal nesta área motivou a divulgação de 166 processos seletivos dentro da Administração Pública Federal de 2019 a 2022  – o Ministério das Comunicações e o Ministério da Ciência e Tecnologia estiveram entre os órgãos solicitantes.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10589