Hughes fecha acordo de US$ 900 milhões com Força Espacial dos EUA

Operadora de satélites fornecerá banda larga por meios das constelações de baixa órbita EchoStar Lyra e OneWeb; contrato vale por cinco anos
Hughes vai fornecer conectividade a Força Espacial dos EUA com satélites LEO
Hughes fecha contrato milionário com Força Espacial dos EUA (crédito: Freepik)

A operadora de satélites Hughes anunciou, nesta quinta-feira, 28, que fechou um contrato com a Força Espacial dos Estados Unidos, unidade das forças armadas responsável por operações no espaço, para fornecer conectividade por meio de satélites de baixa órbita terrestre (LEO, na sigla em inglês). O negócio vale por cinco anos e é avaliado em US$ 900 milhões (aproximadamente R$ 4,5 bilhões).

A Hughes informou que o contrato é do tipo Quantidade Indefinida de Entrega Indefinida (IDIQ). O acordo prevê que, além da Força Espacial, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, outras agências federais e parceiros internacionais possam adquirir os serviços de satélite da Hughes.

Os serviços serão providenciados utilizando as capacidades das constelações EchoStar Lyra, da EchoStar, controladora da Hughes, e da OneWeb, com a qual tem uma parceria no fornecimento de conectividade de baixa órbita.

No primeiro semestre deste ano, a Hughes anunciou um acordo de distribuição com a OneWeb Technologies, subsidiária da OneWeb, para fornecer banda larga com satélites LEO ao Departamento de Defesa norte-americano. Os serviços agora integram o novo acordo.

Já a capacidade da constelação EchoStar Lyra será direcionada aos serviços de banda estreita para conectividade de Internet das Coisas (IoT). O acordo ainda prevê o desenvolvimento contínuo de redes não terrestres (NTN) 5G.

“Nossa oferta OneWeb – com nossa antena de tela plana de baixo consumo de energia e peso leve – e nosso sistema IoT de banda S de próxima geração, EchoStar Lyra nos posicionam para oferecer aos clientes do Departamento de Defesa dos Estados Unidos e do governo federal conectividade robusta e resiliente de baixa latência a um preço competitivo”, afirma Leslie Blaker-Glass, vice-presidente da Hughes, em nota. (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10690