Fundos chineses reduzem valor das ações da ZTE

Valor das ações é contaminado pela punição do Departamento de Comércio dos EUA

Abstract internet-circuito-eletronico-eletronica-936x600Os fundos chineses reduziram de 20% a 30% o valor das ações da ZTE em seus portfólios ZTE depois que os Estados Unidos proibiram empresas norte-americanas de vender componentes para a fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações por sete anos. Segundo a agência Reuters, cerca de 40 fundos mútuos chineses já reavaliaram suas carteiras, cinco dos quais o fizeram no último sábado.

A ação dos EUA no dia 17 de abril foi motivada pela violação, por parte da ZTE, de um acordo alcançado após a captura ilegal de mercadorias dos EUA para o Irã. Estima-se que as empresas americanas forneçam de 25% a 30% dos componentes usado nos equipamentos da ZTE.

A Huatai-PineBridege e a GTJA Allianz cortaram sua valorização das ações da ZTE para 25,05 yuans, 20% menor do que seu último preço de negociação. A JT Asset Management – a mais pessimista – reduziu a avaliação para cerca de 30% abaixo do último fechamento da ZTE de 31,31 yuan (US $ 4,98).

Vários fundos com exposição às ações da ZTE em Hong Kong, incluindo o HuaAn Fund e o Harvest Fund, cortaram as avaliações para cerca de 20% abaixo do último preço de negociação de HK $ 25,60 (US $ 3,26). (Com noticiário internacional)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10589