Forte Telecom lança empresa de rede neutra

A Forte Telecom, operadora carrier com atuação em seis estados brasileiros, lança sua operação de rede neutra no interior do Rio de Janeiro.

No início deste ano, a empresa concluiu a aquisição da malha óptica de um tradicional provedor de acesso da cidade Campos dos Goytacazes-RJ (Censanet) e se prepara para começar, ainda em março, um spin-off focado exclusivamente na oferta de rede neutra: a Forte InfraCo.

“Acreditamos que para uma empresa de rede neutra cumprir, de fato, o seu papel tecnológico, econômico e social na disseminação da banda larga pelo país, o operador dessa rede deve ser alguém realmente neutro, imparcial, no que tange ao segmento de varejo. Em outras palavras, precisa ter, de fato, isonomia e neutralidade”, afirma Sergio Simas, CEO da Forte Telecom

Ele ressalta que a Forte Telecom é uma empresa com atuação exclusiva no tripé atacado/corporativo/governo e que pensa sempre em soluções para os ISPs locais e regionais. Ressalta que os provedores regionais são a maior força de entrega de serviço de banda larga no país, com qualidade e suporte incomparáveis. “Entendemos que os modelos de rede neutra existentes no Brasil são desconfortáveis e ameaçam a independência e soberania dos ISPs. Não é saudável um modelo de operação onde grandes players de banda larga segmentam sua infra e ofertam rede “neutra” aos ISPs, afirma.

Para Simas, no modelo que está sendo construído no país pelas grandes operadoras, o ISP, para crescer, terá que depender operacionalmente de seus principais concorrentes. O executivo ressalta que essa dependência se projeta no próprio cliente do operadora regional, pois a grande operadora é a que vai operar de fato os clientes do provedor, com acesso físico imediato a todos eles.”Sem falar das altas taxas de setup cobradas, que chegam a R$500mil”, completa.

Sem concorrência

“Nosso modelo apresenta uma neutralidade real (estratégica e comercial), já que não somos concorrentes dos nossos clientes. A ideia é somar forças para fazê-los crescer, sempre de maneira sustentável e que favoreça a ampliação de suas operações, sem pôr em risco sua independência e autonomia.” – completa Simas, CEO da Forte Telecom.

A Forte InfraCo possuirá dois modelos de prestação de serviços: Full FTTH e FTTP. E pretende contar em 2023 com a disponibilidade de 150mil Homes Passed na cidade de Campos dos Goytacazes. Após a bem-sucedida aquisição feita no início do ano, já está em negociação com outras operadoras ampliar a presença de sua rede neutra para novas cidades do Sudeste ainda este ano.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10568