Faixa do 5G é liberada em mais 100 municípios no Sul do país

Operadoras poderão solicitar licenciamento para ativar sinal a partir de 28 de agosto. Com o acréscimo, o número de cidades liberadas chega a 1.812.
Município de Água Santa, no Rio Grande do Sul, está na lista de novas localidades aptas para o 5G | Foto: Prefeitura de Água Santa

A faixa de 3,5 GHz será liberada para a ativação do 5G em mais 100 municípios, todos na região Sul do país, a partir da próxima segunda-feira, 28. A medida foi aprovada nesta quarta-feira, 23, em reunião ordinária do Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (GAISPI).

Com o acréscimo, o número de cidades liberadas para o 5G chega a 1.812. A lista completa pode ser acessada no painel da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), neste link.

A Anatel destaca que a liberação da faixa não significa que redes do 5G serão instaladas de imediato nas localidades. A instalação antecipada das estações nessas cidades depende do planejamento individual de cada operadora.

Confira abaixo a lista com os 100 novos municípios em que as prestadoras poderão solicitar à Anatel o licenciamento e ativação de estações de 5G na faixa de 3,5 GHz:

 

UF

Município

RS

Água Santa

RS

Agudo

RS

Almirante Tamandaré do Sul

RS

Alpestre

RS

Aratiba

RS

Arroio do Tigre

RS

Arroio Grande

RS

Augusto Pestana

RS

Barra do Rio Azul

RS

Barracão

RS

Boa Vista do Cadeado

RS

Boa Vista do Incra

RS

Bossoroca

RS

Cacique Doble

RS

Capão do Cipó

RS

Cerrito

RS

Charrua

RS

Chuí

RS

Coqueiros do Sul

RS

Dona Francisca

RS

Encruzilhada do Sul

RS

Ernestina

RS

Estrela Velha

RS

Faxinal do Soturno

RS

Floriano Peixoto

RS

Fortaleza dos Valos

RS

Herval

RS

Hulha Negra

RS

Ibarama

RS

Ibiaçá

RS

Ibirapuitã

RS

Iraí

RS

Itacurubi

RS

Itatiba do Sul

RS

Jacuizinho

RS

Jacutinga

RS

Jóia

RS

Lagoa Bonita do Sul

RS

Lavras do Sul

RS

Maçambará

RS

Manoel Viana

RS

Marau

RS

Não-Me-Toque

RS

Nicolau Vergueiro

RS

Nova Esperança do Sul

RS

Nova Palma

RS

Paim Filho

RS

Paraíso do Sul

RS

Pedro Osório

RS

Pinhal Grande

RS

Piratini

RS

Pontão

RS

Quaraí

RS

Restinga Sêca

RS

Ronda Alta

RS

Salto do Jacuí

RS

Sananduva

RS

Santa Cecília do Sul

RS

Santa Margarida do Sul

RS

Santa Vitória do Palmar

RS

Santo Antônio do Planalto

RS

Santo Expedito do Sul

RS

São Francisco de Assis

RS

São João da Urtiga

RS

São João do Polêsine

RS

São José do Ouro

RS

São Miguel das Missões

RS

Sobradinho

RS

Tapejara

RS

Tio Hugo

RS

Tupanci do Sul

RS

Victor Graeff

RS

Vila Lângaro

SC

Abelardo Luz

SC

Água Doce

SC

Arabutã

SC

Bom Jesus

SC

Calmon

SC

Cunha Porã

SC

Cunhataí

SC

Formosa do Sul

SC

Ipuaçu

SC

Ipumirim

SC

Irani

SC

Irati

SC

Itá

SC

Lebon Régis

SC

Lindóia do Sul

SC

Matos Costa

SC

Modelo

SC

Ouro Verde

SC

Paial

SC

Palmitos

SC

Passos Maia

SC

Ponte Alta do Norte

SC

Ponte Serrada

SC

Santa Cecília

SC

Santiago do Sul

SC

São Domingos

SC

Seara

Troca de parabólicas

A decisão tomada pelo Gaispi segue diretrizes do Edital do 5G e abrange municípios onde a EAF já iniciou a migração da recepção do sinal de televisão aberta e gratuita por meio de antenas parabólicas na banda C satelital para a banda Ku e concluiu as ações necessárias para a desocupação desta faixa por sistemas do Serviço Fixo por Satélite (FSS), tendo instalado os filtros para a mitigação de interferências em todas as estações do FSS impactadas.

Quem recebe as transmissões da TV Aberta pela antena parabólica precisa adaptar o equipamento para evitar eventuais interferências. Inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) que recebem sinal da TV aberta por parabólica podem solicitar o kit gratuito para a adaptação do equipamento à Siga Antenado, nome fantasia da EAF.

É fundamental que seja realizado agendamento para a instalação dos novos equipamentos. Mais informações estão disponíveis no site da Siga Antenado. Também está disponível o telefone 0800-729-2404.

Com informações da Anatel*

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10673