Economia digital é prioridade de P&D na Zona Franca

Os programas para investimento em P&D serão economia digital, bioeconomia e formação de mão de obra

shutterstock_ isak55_LABORATORIO_PESQUISA_P&D_ALTA

A superintendência da Zona Franca de Manaus definiu hoje, 25, os programas prioritários para investimento em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), como contrapartida à lei idêntica a de informática. Três programas foram apontados como prioridade: a economia digital, bioeconomia e formação de mão de obra.

Na economia digital estarão incluídas a internet das coisas, segurança e defesa cibernética, cidades inteligentes, big data, manufatura avançada, TICs ligadas a mobilidade, saúde, educação, energia, segurança, e telecomunicações.

Para a formação de mão-de-obra, as áreas prioritárias serão engenharias, computação e tecnologia da informação, bioeconomia, pesca e aquicultura, produção agropecuária e agroflorestal sustentável, fármacos e cosméticos, energias renováveis, ciência e tecnologia dos alimentos e empreendedorismo

 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10597