EBC registra prejuízo de R$ 5,3 milhões em 2017

Contribuição paga pelas teles (CFRP) rendeu R$ 538,3 milhões para emissora pública

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) fechou 2017 com prejuízo de R$ 5,3 milhões, metade do observado no ano anterior de R$ 11,6 milhões. O orçamento da companhia para o ano foi de R$ 159,9 milhões, sendo R$ 132,6 milhões alocados para custeio e R$ 27,36 milhões em investimentos. Outros R$ 441,5 milhões foram destinados a despesas obrigatórias, como com pessoal e previdenciária.

Do total do orçamento de R$ 684 milhões, R$ 538,3 milhões vieram da CFRP (Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública) arcada pelas teles e outros setores que contribuem para o Fistel (Fundo de Fiscalização das Telecomunicações). Mais R$ 129,5 milhões foram obtidos por fontes próprias.

A redução de funcionários por meio de programa de demissão voluntária e o cancelamento de reajuste facilitaram a redução dos gastos com pessoal, que alcançaram R$ 411 milhões, afirma a empresa na nota publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (4). Segundo a companhia, em 2017, cumpriu os 237 projetos e atividades, definidos para a manutenção e aprimoramento das plataformas de TV, rádio e web, prestação de serviços, Rede Nacional de Comunicação Pública, além dos projetos para manutenção de todas as atividades de suporte às operações finalísticas.

Apesar dos esforços, o número de pessoas que assistiram pelo ao menos uma vez a TV Brasil em 2017 foi de 22,8 milhões, menor do que o observado em 2016, quando a audiência pode ter atingido 30,2 milhões. Na Agência Brasil, foram anotados 28,5 milhões de visitantes únicos.

 

 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10578