Claro registra receita de R$ 11,77 bilhões no 1º tri, alta de 5%

Claro cresce no móvel com expansão das receitas puxadas por serviços 5G e pela ultravelocidade na banda larga fixa.

Crédito: Divulgação

A Claro divulgou na noite desta terça-feira, 16, os resultados do 1º trimestre deste ano de 2024. A companhia registrou receitas de R$ 11,77 bilhões no período, uma alta de 5% se comparado aos mesmos meses de 2023.

O lucro antes de impostos, depreciações, amortizações e juros (EBITDA) foi de R$ 5,19 bilhões, alta de 10,2% na comparação anual. A margem EBITDA, que aponta a rentabilidade da empresa, aumentou de 42,2% um ano atrás, para 44,1%.

A companhia não divulgou o lucro líquido, que será apresentado no total do grupo América Móvil, controlador, também prestes a ser divulgado.

Resultados preliminares da Claro no 1º trimestre de 2024
Resultados preliminares da Claro no 1º trimestre de 2024

Móvel

No relatório financeiro, a Claro comemora ter chegado à marca de 38% de participação no mercado 5G em fevereiro, triplicando o número de aparelhos conectados com a nova tecnologia para 12,5 milhões. Como resultado, a receita líquida de serviços móveis cresceu 8,5% no trimestre, frente igual período de 2023 e aumento de 3% na receita por usuário (ARPU).

A Claro encerrou o trimestre com um total de 87,7 milhões de clientes móveis, destacando-se a liderança em portabilidade, com acréscimo líquido de 573 mil linhas portadas nos últimos doze meses, sendo a operadora que mais ganhou participação de mercado no comparativo ano a ano, com crescimento de 1,2 p.p. em market share no mercado de telefonia móvel em fevereiro de 2024.

No pós-pago, chegou a 52 milhões de linhas, crescimento de 8,7% na comparação anual, adicionando 4,1 milhões de clientes no ano, impulsionado pela portabilidade de linhas, redução do churn e aceleração das migrações de clientes pré-pagos para os serviços de receita recorrente. A Claro segue crescendo em participação de mercado do pós-pago (excluindo M2M), ganhando 1,2 p.p. nos últimos doze meses e atingindo 34,6% em fevereiro de 2024.

A base pré-paga atingiu 35,6 milhões no trimestre, adicionando 1,5 p.p. em participação de mercado nos últimos 12 meses, atingindo 33,2% em fevereiro de 2024. Disso, 84% dos clientes estão em planos mensais, contribuindo para o crescimento do ARPU no período.

Banda larga fixa

Também comemora ter passado a marca de 10 milhões de clientes em banda larga fixa. A receita no segmento cresceu 6,7%. A Claro registrou, pelo sexto trimestre consecutivo, crescimento da sua base de assinantes no segmento, com 91,1 mil adições líquidas, o dobro do registrado no mesmo período no ano anterior. Apenas neste ano adicionou 2 milhões de clientes “ultrahigh speeds” (a partir de 500 Mbps) à carteira (a maioria via upsell).

Considerando todas as tecnologias, a Claro está presente em 512 municípios e 41,5 milhões de Homes Passed (HPs).

Em TV por assinatura, a Claro detinha 42,7% de participação de mercado em fevereiro de 2024, tendo como estratégia a entrega “da mais completa oferta de conteúdo”. A plataforma de Video On Demand (VOD) chegou a atingindo 96 mil títulos e mais de 173 milhões de streamings no 1T24.

 

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4192