Anatel não prevê mais mudança em áreas locais da telefonia fixa

Pela primeira vez, não haveria alteração na tarifação de áreas da telefonia fixa. A proposta da agência fica em consulta pública até 20 de setembro.
Áreas locais telefonia fixa. Crédito-Freepik
A consulta ficará aberta até 20 de setembro. (crédito: Freepik)

A Anatel lançou hoje, 31, consulta pública sobre áreas locais da telefonia fixa (STFC), pois há um regulamento que determina revisões quinquenais e anuais das áreas tarifárias da telefonia fixa. A revisão dessas áreas é feita com essa periodicidade devido ao crescimento das cidades e distritos, que passam a se fundir e impactam na tarifação da telefonia fixa. Isso porque,  para cidades mais distantes e diferentes, pode-se cobrar a tarifa mais alta, de interurbano. Mas à medida em que esses centro urbanos são unificados, os usuários acabam reclamando sobre essa cobrança.

A agência promove, então, periodicamente, revisão dessas áreas, para que se deixe de cobrar tarifas de longa distância. Mas este ano a agência está afirmando que não há mais necessidade de alteração. Mas vai ouvir a sociedade, sob a forma da consulta pública.

Conforme a consulta, “não foram identificados registros na agência de demandas da sociedade relacionadas à revisão anual de áreas locais do STFC”. O documento observa, por exemplo, que “as áreas locais estão em constante transformação, pois elas sofrem modificações temporais em face do crescimento e da expansão das cidades. Entretanto, tem-se observado que os casos que se enquadram nos critérios regulamentares de revisão anual de áreas tarifárias do STFC se tornaram mais raros. Tal fato é explicado com a incorporação das RM e das RIDE no conceito de Área Local do serviço, o que fez surgir áreas locais de grandes dimensões territoriais, envolvendo vários municípios, o que tem endereçado a maioria das demandas da sociedade.  A última revisão quinquenal de áreas locais, aprovada pela Resolução nº 755/2022, entrou em vigência no final do mês de maio deste ano.”

Assim, a consulta que ficará aberta a contribuições até o dia 20 de setembro, faz apenas algumas retificações a certas inconsistências encontradas na última alteração de áreas locais promovida no ano passado.

 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10376