TIM estuda passar a cobrar por internet após a franquia com velocidade reduzida

A operadora estuda cobrar pela redução da velocidade de acesso à internet após franquia, medida que poderá ocorrer no início de setembro.

shutterstock_agsandrew_abstrata_geral_tecnologia_dadosAtualizado às 16:00

A TIM disse hoje, 26, aos  analistas e jornalista que  estuda por  um fim na gratuidade do acesso à internet após a franquia de dados. Essa medida poderá ser tomada a partir de setembro, mas conforme a assessoria de imprensa, ainda não foi decidida.

Atualmente, depois que acabar com o pacote de consumo, o usuário pode aumentar a franquia diária contratando um novo plano; recontratar a oferta atual e, assim, ter um novo pacote de dados para aquele dia;  contratar um pacote mensal de dados; ou continuar navegando grátis com velocidade reduzida.

Segundo o CEO da operadora,  Stefano De Angelis, a ideia é fazer com que o cliente da TIM continue a navegar na internet à velocidade reduzida, mas de  “não ter mais a navegação grátis”.

A ideia é permitir acesso à internet com o corte na velocidade, a um preço a ser cobrado R$ 0,29 por dia, além de manter os demais pacotes de oferta pós-franquia.

Hoje a empresa anunciou os resultados do primeiro trimestre, com queda nos lucros, receitas e Ebitda. Anunciou também o novo plano industrial, com redução do Capex e Opex para os próximos três anos.

Avatar photo

Miriam Aquino

Jornalista há mais de 30 anos, é diretora da Momento Editorial e responsável pela sucursal de Brasília. Especializou-se nas áreas de telecomunicações e de Tecnologia da Informação, e tem ampla experiência no acompanhamento de políticas públicas e dos assuntos regulatórios.
[email protected]

Artigos: 2194