TIM e Algar Telecom assinam acordo de MVNO

Pelo acordo, Algar Telecom será operadora móvel virtual (MVNO) autorizada a compartilhar da rede da TIM em todo o Brasil. Negócio é selado no mesmo mês em que a companhia mineira foi obrigada pela Anatel a abandonar prática de roaming permanente.

A TIM e a Algar Telecom anunciaram hoje, 30, a celebração de acordo de MVNO (sigla em inglês para mobile virtual network, ou operadora móvel virtual). Pelo contrato, haverá o compartilhamento de infraestrutura para prestação de serviços de rede móvel virtual a partir da rede da TIM.

Este é o primeiro acordo de operação móvel virtual assinado após a homologação, pela Anatel, da nova oferta de atacado da TIM, que cumpre um dos condicionantes da anuência da venda da Oi Móvel.

O próximo passo é a obtenção das aprovações regulatórias, incluindo outorga pela Anatel para a implantação da operação.

“Já atendemos cerca de 88% dos usuários de empresas MVNO no Brasil e a assinatura do contrato com a Algar Telecom é mais um marco nesse modelo de negócio”, afirma Mario Girasole, vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Institucionais da TIM Brasil.

Para o executivo, a parceria mostra que a operadora atende às exigências de competição no mercado móvel desejados pelo regulador.

“Este acordo tem especial relevância, pois é e o primeiro baseado na nova oferta de atacado recentemente aprovada pela Anatel, reafirmando o protagonismo e o compromisso da TIM com o ambiente competitivo”, diz Girasole.

Renato Paschoareli, vice-presidente de Estratégia e Regulatório da Algar Telecom, destaca que “a companhia, que já operava como uma MVNO credenciada, passa agora a ser uma MVNO autorizada da TIM, ampliando sua capacidade de atuação e reforçando seu compromisso com a qualidade do atendimento aos seus clientes”.

A diferença entre operadora virtual credenciada e operadora virtual autorizada diz respeito ao grau de compromissos assumidos junto ao regulador. A autorizada obedece às mesmas regras que uma operadora de telefonia móvel com espectro próprio deve atender, mas depende do compartilhamento de rede.

Já a credenciada, modelo anterior da Algar, representa a operadora de origem na venda dos serviços. Ambos os contratos precisam ser informados e autorizados pela Anatel.

A TIM tem presença nacional, especialmente com redes 4G na faixa de 700 MHz. A companhia também cobre 7 milhões de hectares de área rural, por meio da iniciativa Conectar Agro.

Recentemente, a Algar perdeu na Anatel processo na qual defendia a prática do roaming permanente de dispositivos IoT, vendidos fora de sua área de cobertura utilizando redes de Claro e Vivo.

Embora detalhes do contrato com a TIM não sejam conhecidos, espera-se que com ele a operadora mineira possa manter o serviço IoT em nível nacional.

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4098