Telefónica faz joint venture de rede neutra rural na Espanha

Telefónica vai receber € 1 bilhão pelo negócio, que tem previsão de ser aprovado pelo regulador e concluído até o final deste ano
Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O Grupo Telefónica e o consórcio Vauban Infrastructure Partners/Crédit Agricole Assurances anunciaram nesta segunda, 25, a criação da joint venture Bluevia, que será uma operadora neutra de rede FTTH (fibra óptica até a casa do cliente) na zona rural da Espanha.

A Telefónica Espanha será o cliente âncora. A Bluevia vai substituir o cobre da rede legada atual da operadora por fibra óptica em áreas remotas do país.

O Crédit Agricole Assurances e a Vauban Infrastructure Partners pagarão juntos € 1,02 bilhão por fatia de 45% da Bluevia.

O Grupo Telefónica manterá o controle da empresa com uma participação de 55%, que será dividida entre a Telefónica Espanha e a Telefónica Infra, com uma participação de 30% e 25%, respectivamente.

Ao fim da transação, a Bluevia fica avaliada em € 2,5 bilhões. O negócio ainda precisa de aprovação regulatória para ser concluído. A expectativa das empresas é que o negócio seja terminado no final deste ano.

Perfil da Bluevia

A nova empresa nasce com fibra passada em 3,5 milhões de unidades imobiliárias pela Telefónica Espanha, e tem por meta atingir 5 milhões de unidades imobiliárias até o final de 2024.

As 3,5 milhões de unidades imobiliárias passadas que serão adquiridas representa 13% da rede FTTH da Telefónica na Espanha, com a Telefónica de Espanha mantendo a propriedade do restante da rede.

Para o CEO da Telefónica Infra, Guillermo Ansaldo, a operação se assemelha à criação de empresas de infraestrutura pelo grupo no Brasil e na Alemanha. Aqui, a Telefônica criou a Fibrasil, em parceria com o fundo canadense CDPQ.

“Com este novo investimento, a Telefónica Infra já conta com joint ventures de FTTH na Espanha, Alemanha e Brasil, juntamente com as unidades operacionais da Telefónica em cada um desses países e em associação com instituições de primeira linha, como Crédit Agricole Assurances/Vauban, Allianz e CDPQ, respectivamente”, diz Ansaldo.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10506