Telecall compra espectro e será operadora 5G na Colômbia

Operadora brasileira levou bloco de 80 MHz da faixa de 3,5 GHz; Claro, WOM e consórcio entre Telefónica e Tigo também adquiriram espectro para ativar a quinta geração móvel
Telecall vence leilão da faixa de 3,5 GHz e será operadora 5G na Colômbia
Com bloco arrematado em leilão, brasileira Telecall será uma das operadoras do 5G na Colômbia (crédito: Freepik)

A brasileira Telecall é uma das vencedoras do leilão do 5G na Colômbia, realizado nesta quarta-feira, 20, em Bogotá. A operadora adquiriu um dos lotes de 80 MHz da frequência de 3,5 GHz, a mesma usada para a quinta geração móvel no Brasil. A proposta da Telecall foi de 318,3 bilhões de pesos colombianos (aproximadamente R$ 397 milhões) pelo espectro.

Também adquiram blocos de 80 MHz as demais licitantes: Claro, WOM e Movistar (Telefónica) em consórcio com a Tigo.

Ao todo, foram leiloados 320 MHz de banda. O leilão levantou 1,3 trilhão de pesos colombianos (R$ 1,6 bilhão) – a Claro comprou um lote adicional da faixa de 2,5 GHz.

Também estavam em disputa blocos nas faixas de 700 MHz, 1,9 GHz e AWS estendida (1695-1710 MHz, 1755-1780, 2155-2180 MHz). No entanto, não foram apresentadas ofertas para essas frequências.

A entrada da Telecall no mercado colombiano deve aumentar a concorrência no setor móvel, uma vez que as demais vencedoras do leilão já mantinham operações de celular no país.

No Brasil, a Telecall atua como viabilizadora de operadoras virtuais (MVNO) e no mercado corporativo. No cenário internacional, a empresa oferece serviços de interconexão de redes.

A previsão do Ministério de Tecnologias da Informação e Comunicações da Colômbia (MinTIC) é de que a implantação do 5G comece em 2024. As primeiras cidades que devem receber a cobertura de quinta geração móvel concentram 54% da população colombiana.

Ao jornal El Tiempo, o CEO da Telecall, Allan Kelman Ajuz, disse que a operadora brasileira vai lançar diferentes tecnologias para os mercados B2C e B2B. “Temos que contratar pessoas, treinar equipes. Não vamos trabalhar sozinhos”, afirmou.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 847