SMU inova com mini IPO tokenizado para Startups

A SMU tem expectativa de captar R$ 7 milhões ao lançar o Mercado Secundário de Startups do Brasil, aprovado pelo Sandbox da CVM.
SMU inova com mini IPO tokenizado para Startups - Crédito: Divulgação
Diego Perez, CEO da SMU Investimentos – Crédito: Divulgação

A SMU Investimentos, plataforma de crowdfunding de investimentos em startups, anuncia uma grande captação, como parte do projeto do Mercado Secundário de Startups aprovado pela CVM, no sandbox regulatório no início do ano. Com início para 15 de setembro, a expectativa é de captar R$ 7 milhões com a oferta de contratos de investimento tokenizados e que estarão disponíveis para negociação na nova frente de negócio já no mês de outubro.

Em 2021, a SMU Investimentos captou em tempo recorde uma rodada de R$ 2 milhões, montante levantado em pouco mais de duas horas. O recurso foi utilizado no processo de aprovação do novo mercado secundário de startups perante a CVM. Com a aprovação, a SMU deseja colocar em prática a dinâmica de mini IPO tokenizado para startups, onde os investimentos emitidos na sua oferta inicial passarão a estar disponíveis para negociação em momento posterior nesta nova plataforma que está trazendo a tecnologia da maior bolsa de empresas digitais do mundo.

Ao final da captação, a empresa passará a ser uma das primeiras companhias listadas neste novo Mercado de Startups, que estará disponível para o público já em outubro de 2022.

“As turbulências atuais do mercado financeiro tradicional impactaram diretamente os valuations que precificam as startups, que passaram a apresentar valores mais baixos do que o usual, momento de praticar o ‘invista na baixa para ganhar na alta’, e com o lançamento do mercado secundário, a realização destes ganhos futuros serão mais previsíveis”, comenta Diego Perez, Sócio Co-Fundador e CEO da SMU Investimentos.

Além do Mercado de Startups, recentemente a SMU apresentou uma nova frente de negócio, um fundo de Venture Capital para liderar rodadas de crowdfunding no Brasil e América Latina voltado a investidores de alta renda.

Criada em 2013, a SMU possui  mais de 30 mil investidores de todo o Brasil cadastrados em seu serviço, tendo já intermediado mais de R$ 62 milhões distribuídos em 42 startups, entre elas Origem Motos Elétricas, Flapper, Pink Farms, SuperOpa, E-moving, Solar 21. “Somos a ponte entre investidores e startups. Aqui na SMU temos o desafio de ser uma ótima opção de captação para quem busca diversificar portfólio e queremos que investimentos em startups sejam uma opção viável para investidores dos mais variados perfis”, afirma Perez.

(com assessoria)

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1794