Siga Antenado vai comprar mais 1 milhão de kits de recepção

Siga Antenado vai comprar 4,7 milhões de itens para criar 1 milhão de kits, além de contratar mais serviços de instalação.

Antena Ku (Crédito: Freepik)

Conforme avança a liberação do sinal 5G no Brasil, aumenta a demanda por kits de recepção de TV aberta transmitida em banda Ku no Brasil. A nova forma de transmissão substitui as parabólicas tradicionais. Cabe a uma organização sem fins lucrativos, a Siga Antenado (Entidade Administradora da Faixa – EAF), comprar os equipamentos necessários para promover a substituição de parabólicas comuns por kits digitais junto a famílias inscritas no Cadastro Único – que reúne beneficiários do Bolsa Famílias e outros programas sociais federais.

Os dados da Siga Antenado mostram que no interior o interesse é crescente, o por isso lançou no mercado, na sexta-feira, 19, uma nova RFP (pedido de proposta) para comprar de equipamentos e serviços de instalação da nova parabólica digital. A concorrência prevê a compra de 4,7 milhões de itens que irão compor um total de 1 milhão de kits de recepção de TVRO na banda Ku.

As empresas interessadas em participar da concorrência têm até o dia 31 de maio para mandar suas propostas, de acordo com as exigências do edital, e até o dia 2 de junho para enviar as amostras de equipamentos (antenas, receptor, conector e LNBF) para os testes de habilitação técnica.

Após o recebimento dessa documentação, a EAF definirá as propostas que melhor atendem suas necessidades comerciais, técnicas e financeiras. As empresas vencedoras vão fornecer os kits e prestar os serviços de instalação da nova parabólica digital a partir de agosto de 2023.

A Siga Antenado é o nome fantasia da EAF (Entidade Administradora da Faixa), criada por determinação da Anatel. É a entidade responsável por apoiar a população durante a migração do sinal de TV utilizado pelas parabólicas tradicionais (Banda C) para o sinal das parabólicas digitais (Banda Ku). Ela é formada pelas operadoras Claro, TIM e Vivo, que foram as vencedoras dos blocos nacionais do leilão do 5G, com as licenças da faixa 3,5 GHz. (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10510