Segunda chamada para conexão de UBS prevê rádio e satélite

Conforme o MCTIC, das 16 mil Unidades Básicas de Saúde que devem ser conectadas, metade não foi contemplada na primeira rodada.

Entrou no ar nesta terça-feira (21), a segunda chamada para conectar o bloco remanescente de cerca de 8 mil postos de saúde à internet. Com isso, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), pretende aumentar a abrangência de conectividade a Internet para 16 mil Unidades de Saúde da Família espalhadas pelo país. Atualmente, o Brasil possui 42 mil postos de saúde.

A iniciativa é parte da Estratégia de Saúde Digital do Ministério da Saúde e foi articulada pela Rede Conectada MCTIC, coordenada pela Secretaria de Telecomunicações com a participação ativa de provedores regionais e prestadores de serviços de telecomunicações, como medida para o enfrentamento da pandemia do coronavírus em apoio ao Datasus.

Nesta segunda chamada, em locais onde não existir disponibilidade de conexão dos postos em fibra óptica, será considerada alternativa em enlace de rádio de frequência licenciada ou livre e satélite. Para quaisquer dos tipos de acesso, a velocidade será disponibilizada em função do número de equipes de Saúde da Família de cada um dos postos de saúde a serem conectados. (assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10510