RNP incorpora ChatGPT ao atendimento de alunos do programa Internet Brasil

Ferramenta de Inteligência Artificial (IA) foi treinada sobre o benefício que envolve a distribuição de chips neutros; objetivo é dar celeridade ao processo de resolução de dúvidas
RNP implementa ChatGPT ao atendimento do programa Internet Brasil
RNP ensinou ChatGPT sobre o programa Internet Brasil (crédito: Freepik)

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) informou, nesta quinta-feira, 30, que passou a usar o ChatGPT, solução com base em Inteligência Artificial (IA) desenvolvida pela OpenAI, no atendimento ao público do programa Internet Brasil, iniciativa por meio da qual distribui chips neutros gratuitos para alunos de educação básica da rede pública.

Segundo a organização social, o objetivo da medida é tornar a resolução de dúvidas a respeito do programa um processo mais rápido e fácil. Além disso, a RNP, em comunicado, destacou que a ferramenta tem capacidade para responder aos questionamentos com alto índice de acerto.

Para que o ChatGPT funcionasse corretamente, técnicos da RNP ensinaram a IA sobre o Internet Brasil. Já nos primeiros testes a ferramenta obteve 90% de respostas corretas. A expectativa é de que a taxa de acertos cresça ao longo do tempo, à medida que a solução tecnológica aprende mais sobre o programa.

A RNP também informou que a plataforma é capaz de analisar eventuais perguntas racistas, ofensivas ou com alguma intenção negativa. As respostas, por sua vez, não incorporam termos desse tipo.

A organização informou que ainda planeja personalizar a tecnologia, de modo que a solução considere a idade do estudante e a região do País, utilizando termos próximos ao da realidade do aluno.

Ampliação do Internet Brasil

A fase experimental do Internet Brasil está chegando ao fim. Nesta etapa, a RNP distribuiu pouco menos de 6 mil chips neutros a alunos do 3º ao 9º ano do ensino fundamental oriundos de famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Os primeiros resultados devem ser divulgados ainda em abril, informou o diretor-geral da RNP, Nelson Simões, ao Tele.Síntese, na quarta-feira, 29, em evento da organização em Campinas (SP).

Além disso, a RNP planeja iniciar o processo de ampliação do programa a partir de junho, com o objetivo de distribuir 100 mil chips neutros ainda este ano.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 711