Qualcomm fornecerá tecnologia 6G para a Samsung

Pelo acordo, Qualcomm licencia suas tecnologias em 3G, 4G, 5G e 6G para uso da fabricante sul-coreana de smartphones até o final de 2030
Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A Qualcomm informou hoje, 27, que assinou um contrato de longo prazo com a Samsung pelo qual vai licenciar sua tecnologia para uso nos celulares 3G, 4G, 5G e até 6G da fabricante sul-coreana. O acordo tem duração até o final de 2030, ano em que está previsto o início do funcionamento das redes móveis de sexta geração no mundo.

Além do licenciamento, a Qualcomm seguirá como fornecedora dos chipsets móveis Snapdragon para a Samsung. Cristiano Amon, presidente e CEO da Qualcomm Inc, diz que o acordo demonstra comprometimento mútuo entre as companhias. Em 2017, a Qualcomm processo a Samsung por usar sua tecnologia no processador Exynos. Mais recentemente, trocaram acusações de violações de patentes. No mesmo ano, a Samsung apoiou ação contra a Qualcomm por abuso de posição dominante de mercado.

Amon procura deixar claro que essas brigas são passado. “Nosso relacionamento com a Samsung nunca foi mais forte. Trabalhamos juntos faz duas décadas e continuaremos com essa parceria estratégica para o desenvolvimento de inovação que utilize a plataforma Snapdragon para equipar os aparelhos ‘premim’ da Samsung”, afirma, em comunicado.

A Samsung também diz que as empresas estão mais unidas do que nunca. “Estamos comprometidos em trabalhar com a Qualcomm para avançar na indústria móvel”, comenta TM Roh, responsável pela área de inovação móvel da Samsung Electronics.

Resultados da Qualcomm

O anúncio aconteceu no mesmo dia da divulgação dos resultados do terceiro trimestre fiscal da Qualcomm, encerrado em junho. Os números apontam aumento de 84% no lucro líquido da companhia, que atingiu US$ 2,02 bilhões no período que compreende abril, maio e junho. As receitas cresceram 36%, para US$ 10,93 bilhões.

O resultado reflete aumento das vendas de chips para uso automotivo, no segmento da internet das coisas, e, principalmente, para celulares. No caso dos carros, as vendas cresceram 38%, mas somam ainda pouco dentro do balanço do grupo: US$ 350 milhões. IoT cresceu 31%, gerando receita de US$ 1,83 bilhão. Já o fornecimento para celulares faturou US$ 6,15 bilhões, aumento de 59% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10506